Projeto de Sartori limita cedências remuneradas para sindicatos. São 122 servidores. Despesa anual é de R$ 15,2 milhões.

As corporações do serviço público estadual estão ouriçadíssimas com os projetos que a Assembléia do RS examinará durante o atual período de convocação extraordinárias, mas o que mais as inquieta é a proposta de reduzir drasticamente as cessões de servidores para as direções de associações civis e sindicatos, porque 122 deles recebem dos cofres públicos sem trabalhar para a população que lhes paga os salários. Alguns dos sindicalistas recebem mais de R$ 30 mil por mês. 

O projeto do governo Sartori limita em quatro cedências remuneradas os casos de sindicatos e de até dois no caso de sindicatos.

O deputado Marcel Van Hattem, PP, quer incluir no projeto as cedências remuneradas para Assembléia, Ministério Público, Poder Judiciári, governos federal e municipal, além de Tribunal de Contas.

Eis a lista de alguns dos servidores que são pagos pelo governo (R$ 15,2 milhões, no total, por ano). Os valores são o que eles recebem odos os meses. 

- Celso Malhani de Souza (Sindifisco-RS): R$ 39.216,00
- Altemir Feltrin da Silva (Afisvec):  R$ 32.952,08
- Marcelo Gomes Frota (Asofbm): R$ 25.075,21 
- Mario Claúdio Schneider Marcelino (Ugapoci): R$18.601,88 (Inativo)
- Carlos de Martini de Souza (Afocefe): R$ 15.170,34
- Sérgio Arnoud (Fessergs): R$ 14.992,91
- Joanes Machado da Rosa (Sintergs): R$ 12.880,36
- Thiago Pereira Duarte (Ass. Gaúcha de Peritos Legistas do RS): R$ 11.820,10
- Claudio Augustin (Sind. Dos servidores públicos do RS): R$ 10.081,20
- Ilorita Cansan ( Sinpol-RS): R$ 10.635,76
- Isaac Delivan Lopes Ortiz (Ugeirm): R$ 9.397,98
-Flavio Bastos Berneira Junior ( AMAPERGS-Sindicato): R$ 9.366,97
- Leonel Lucas Lima (Associação dos Cabos e Soldados da Brigada Militar): R$ 5.166,39
- Helenir Aguiar Oliveira (Cpers-Sindicato): R$ 1.834,90

24 comentários:

Anônimo disse...

Se o assunto é receber sem trabalhar esta lista esta furada, não serve como análise.

Se for midiático, tudo bem, faz parte.

Se for assunto sério não serve, deixa como está.



Anônimo disse...

Estado enorme, gastador, mínimo de resultados, e pagando salário de 39k para sindicato. Este estado não me representa. Urgente a aprovação da medida para cessar esta pouca vergonha. Táca-le pau Sartori véio, tá no rumo certo. Mass

Carlos Edison Domingues disse...

POLIBIO. O Governador Sartori tem razão. O sindicalismo tem que se sustentar com a economia própria, oriunda da arrecadação dos seus associados. Lider sindical não deve ser financiado com o dinheiro oriundo do imposto exigido da sociedade. Carlos Edison Domingues

Anônimo disse...

meus deus, aqui começa a derrama do dinheiro público. Nós, burros contribuintes pagando esses salários para sindicatos que NADA CONTRIBUEM PARA A EFICIÊNCIA DO ESTADO.

São uns carrapatos.

Anônimo disse...

Cedência de 4 funcionários do RS é muito. Essa turma de sindicalista tem que ser bancada pelo próprio Sindicato ou essas tais Centrais Sindicais. E mais, o tempo de serviço durante o período que estiver no Sindicato será descontado para efeito de aposentadoria. Concordo com o Deputado Van Hatten, todas as cedência devem ser sem ônus para o Executivo, assim como o tempo de serviço deve ser descontado da aposentadoria. O funcionário deve trabalhar tanto tempo quando foi de cedência.....

Anônimo disse...

Políbio,

Barnabé com salário de R$ 40 mil para o resto da vida(dele ou da esposa) são alguns dos responsáveis pela penúria do RS.

São estes exemplos que destroem sistematicamente as finanças gaúcha deixando o Estado sem capacidade de investimento na melhoria do serviço.

O barnabé do SINDIFISCO custa o mesmo que 10(ou mais) brigadianos.

JulioK

Alberto disse...

Sai um Partido/entra outro e o 'novo' Governo quer mudar tudo aquilo que o outro fez de certo ou errado. Não existe uma sequencia ou coerência e quem acaba pagando o pato é sempre o contribuinte.

Gilrikardo disse...

--O futuro desses "sindicalistas" viciados em mamar já sabemos, políticos igualmente viciados em mamar nas tetas estatais.

Aqui entre nós (ingênuos) imaginemos o tamanho da estrutura privada para que o dono ou sócio chegue todo mês na boca do caixa e leve para casa em dinheiro vivo mais de TRINTA MIL REAIS.... este (em minha ingênua opinião) é um dos maiores cancros (câncer) da nossa administração pública... estabelecer salários e respectivas aposentadorias baseados na vontade de quem recebe, isto é, eles são e fazem as leis (legislar em causa própria)... imagino que sem dar um RESET geral e iniciar do zero isso dificilmente irá mudar...

Anônimo disse...

NADA É MAIS GRAVE QUE PESSOAS SEM ATENDIMENTO MÉDICO.

E NÃO É DINHEIRO, USAM ISSO. LASTIMÁVEL.

Anônimo disse...

Editor deveria fazer dessa forma, com pessoas que estão a esperar por autorização de atendimento médico e cirurgias que prefeituras não autorizam. Principalmento do pt.

Anônimo disse...

Demagogia.

Cedência é ato de favorecimento politico. É ato do governador, ele mesmo concede, ele mesmo cessa a cedência.

Anônimo disse...

Finalmente um governo tomando atitudes corajosas e responsáveis. Falem o que quiserem de Sartori, mas ele está tocando na ferida como nenhum outro governador que o estado já teve. Vai doer bastante pra essa gente, mas tem que ser feito, a despeito da gritaria. Simplesmente porque não tem mais como empurrar com a barriga. O sonho dessa gente, felizmente, acabou.

Anônimo disse...

Concordo com o projeto que faça o sindicato pagar o salário do funcionário cedido, bem como que seu tempo de cedência seja descontado.
A retórica não é igualdade de direitos?
Então por que os líderes sindicais cedidos pelo Estado querem regalia, tratamento especial?

Anônimo disse...

Vejamos:
Conforme o Sistema de Gestão de Recursos Humanos o número de comissionados ligados ao GABINETE DO GOVERNADOR aumentou de 111 para 207. O gasto mensal passou de R$527.201,77 (quinhentos e vinte e sete mil e duzentos e um reais e setenta e sete centavos) em janeiro para R$1.265.925,38 (hum milhão, duzentos e sessenta e cinco mil e novecentos e vinte e cinco reais e trinta e oito centavos) em Março. R$1.265.925,38 / 207 CCs = média salaria de 6.115,58 (ABSURDO!!!). O pior vem em seguida:
Sem entrar no mérito do escandaloso aumento no número de CCs, somados os R$1.265.925,38 x 12 meses, o gasto anual é de R$15.191.104,56 (quinze milhões, cento e noventa e um mil e cento e quatro reais e cinquenta e seis centavos). Portanto, Sr. Governador e Sr. Editor, 207 CCs - SOMENTE DO GABINETE DO GOVERNADOR - (sem contar os das Secretarias) gastam o mesmo que os sindicalistas.

De fato sabemos de questões ideológicas que afetam muitos sindicatos (e eu, infelizmente votei no Sartori, por ser Anti-pt, antes que digam qualquer coisa), mas dois fatos são estranhos: Esse projeto de lei aparecer justamente quando os sindicatos se mobilizam e se posicionam contra os ataques que o Governo patrocina contra os servidores públicos (numa clara intenção de enfraquecer os servidores) e o fato de o Sr. Editor nunca o postar aqui a lista com o número de CCs do Governo Sartori e seus respectivos salários.
Parece que a questão da redução do número de sindicalista pouco está ligado à questão financeira do Estado, pois se essa fosse a preocupação, por que o Sr. Governador não começa cortando CCs e Secretarias (como a que, de forma escandalosa, criou para a Primeira Dama)?
Sou a favor da diminuição do número de sindicalistas sim, se houver diminuição NA MESMA PROPORÇÃO do número de CCs.

Anônimo disse...

E DEPOIS ALGUNS TEM CORAGEM DE COLOCAR A CULPA NO SARTORI.
CAMBADA DE VAGABUNDOS , VAGABUNDOS MESMO, BEM COMO LARÁPIOS DO DINHEIRO PÚBLICO.
nem ICMS, IPTU,INSS,IR,IPI VÃO RESOLVER ESTA VERGONHA. PRECISAMOS DE ALGUÉM MUITO FORTE, MUITO MAIS FORTE DO QUE O CÂNCER, O QUAL NÃO DERRUBOU OS ESTRUMES DILMA/LULA PARA RESOLVER ESTE PROBLEMA.
ESTA CAMBADA DE CAFAJESTES APROVEITADORES COM " DEREIROS ADQUIRIDOS " TEM DE SER ELIMINADA.
SARTORI, ESQUEÇA PARTIDO OU REELEIÇÃO E FAÇA O POSSÍVEL PARA ELIMINAR OU REDUZIR ESTAS DISTORÇÕES.
O FUTURO LHE RESERVAR UM LUGAR NO PÓDIO DOS JUSTOS E BEM INTENCIONADOS, E SERÁS LEMBRADO PARA SEMPRE , NÃO PELA COVARDIA E ESPERTEZA COMO O TEU ANTECESSOR , MAS COMO GENTE.

Anônimo disse...

Cpers nem ai consegue dar uma mamadinha legal! Tao ralados nossos mestres.

Anônimo disse...

Não estão faltando funcionários? Que voltem para exercer seus cargos.

Anônimo disse...

E você trouxa, paga o IPVA adiantado ainda? E o IPTU também?

Joel

Anônimo disse...

políbio, pesquisa a remuneração do Técnico agrícola (Carlos Dinarte Coelho) , que foi presidente do Sindicato dos técnicos agrícolas e que agora é vice presidente, é o atual e sempre presidente da AFUSA, associação dos funcionários da Secretaria de Agricultura e que não trabalha a anos, sempre de licença classista, engordou o salário na Assembléia e que fez algo de muito bom no governo Tarso para que o mesmo , no apagar das luzes doa-se a atual sede da AFUSA em regime de urgência no dia 28/12/2014 para esta associação que não faz mais nada além de se locupletar com contratos de comercialização de espaços na Expointer.

Anônimo disse...

Políbio..onde já ´se viu esses sala´rios? Para gente sem diferencial? 30, 40 mil é salário de diretor de empresa privada. Cargos de alta gerência no Rio, SP estão pagando 25 mil....isso é uma afronta! Ridiculo alguém ganhar acima de 20 mil trabalhando no estado do RS! Ainda mias "encostado" em sindicato.

Anônimo disse...

é ISSO AÍ anônimo das 13,00. São uns FDP. Dou a maior força prô Sartori, não te preocupa com reeleição, faz o que de melhor puderes fazer pelo estado do RS. Afinal o governo existe não é só prá pagar funcionários. Existe para fazer tudo de bom e de melhor que puder fazer por todo estado. ESSE INCOMPETENTE E GASTADOR QUE SAIU, ATRASO GENRO, GOVERNOU PARA OS FUNCIONÁRIOS. FORÇA SARTORI...!!!

Anônimo disse...

De acordo com anônimo da 10:13h

Anônimo disse...

Querem transformar o país num imenso sindicato!
Essa cambada de vadios, irresponsáveis, demagogos, que sobem nos caminhões de som durante os protestos para incitar os manifestantes e destilar ódio, deveriam estar no batente. Ganham para não produzir! Os valores de alguns delles atingem o patamar de remuneração de executivos de multinacionais de ponta!
Os sindicatos que banquem os salários de seus coordenadores, como bem disse o anônimo das 10:23 (JulioK) e o das 15:14.
Outra praga que corre solta no país é a dos CCs, que sangra o tesouro desde todos os governos.
FORÇA, GOV. SARTORI! O RGS AGRADECERÁ SEU EMPENHO EM ACABAR COM A FARRA!

Anônimo disse...

OS SINDICATOS TEM QUE FECHAR OU SEREM SUSTENTADOS PELOS SEUS SINDICALIZADOS NÃO PELO ESTADO!!!! SIMPLES ASSIM !!!!