Delfim recrudesce e volta a apoiar o governo Dilma

Sempre cortejando o Poder.
Na foto, atrás do general Costa e Silva. Na época da ditadura, Delfim serviu aos generais que mandaram prender e torturar Dilma, a sua profetiza atual do apocalipse. - 



- Na época da ditadura militar, Delfim Neto, o czar da economia dos generais, era conhecido como Gordinho Sinistro. Era como os jornalistas da oposição referiam-se a ele. - 

O ex-ministro Delfim Neto recrudesceu e recomeçou a defender o governo Dilma Roussef. Ele faz companhia a outros políticos e comunicadores que enxergam na líder petista uma série de qualidades que 93% dos brasileiros não enxergam.

Mas Delfim Neto está em boa companhia.

Com ele, alinham-se figuras públicas como Luiz Fernando Veríssimo, Tarso Genro, Delúbio Soares, José Dirceu, Jânio de Freitas, Mino Carta, Eliseu Padilha e Pezão.

14 comentários:

Anônimo disse...

O Delfim dá sinais evidentes de senilidade ... semana passada criticou a Dilma, agora diz ao contrário.
Agora, os outros da lista apoiam é por esperteza mesmo e com certeza muitos pixulecos.

Anônimo disse...

ninguém dá bola pra esse cara,já foi bananeira que deu cacho.

Anônimo disse...

oU SEJA SÓ LIXO...

Anônimo disse...

Políbio, os ingleses têm um dito notável sobre figuras semelhantes a esta: "não há nada mais tolo do que um homem velho tolo". Delfim Netto, depois de dizer há uns meses que Lula "é um estadista" já ganhou disparado a Medalha, Faixa e Roseta do Campeão Bobagem na próxima exposição de Esteio.

Anônimo disse...

Políbio, os ingleses têm um dito notável sobre figuras semelhantes a esta: "não há nada mais tolo do que um homem velho tolo". Delfim Netto, depois de dizer há uns meses que Lula "é um estadista" já ganhou disparado a Medalha, Faixa e Roseta do Campeão Bobagem na próxima exposição de Esteio.

Emmanuel disse...

Pelas companhias, vão formar um clube: O Círculo dos Idiotas.

Anônimo disse...

ESTE PALHAÇO NÃO SABE NEM MAIS O QUE DIZ , BOTA UM PRATO DE COMIDA NA FRENTE DELE E MANDA FICAR QUIETE , GORDO INDECENTE E APROVEITADOR ....................

Anônimo disse...

Ouvir um cara como o Delfim é o mesmo que dar ouvidos aos pitacos do Maluf. Mas nessas horas, onde vaca não reconhece bezerro, qualquer coisa serve.

jorge alves ribeiro disse...

Ainda não sei como dão espaço na mídia para esse gordo sinistro. Um cara que serviu todo o tempo a ditadura, iludindo os generais com sua conversa mole. Uma rede que dá espaço pra ele é a Band, não entendo porque.

Anônimo disse...

Por acaso não será esse o círculo dos PIXULECOS...?????

Unknown disse...

Não sei porque tanta preocupação com o Delfin Neto, figura melancólica que sofre de progressiva esclerose cerebral...

Anônimo disse...

DELFIM ULTRAPASSOU DATA DE VALIDADE!

DELFIM NÃO CONCATENA MAIS AS IDEIAS,VI UM PROGRAMA CANAL LIVRE SEMANA PASSADA,GAGUEJAVA,SE CONFUNDIA, ESQUECIA DO QUE ESTAVA FALANDO.fOI POUPADO PELA EQUIPE ENTREVISTADORA QUE SE ENTREOLHAVA E COMPREENDIA DO "DANO" NOS SEUS NEURONIOS.

NÃO PODE MAIS SER LEVADO A SÉRIO.SEMPRE ESTARA DO LADO DO PIXULECO, SEJA ELE DE QUE LADO VIER.

SABE BASTANTE FRASES PRONTAS, E SABE TEATRALIZAR COM ARES DE SÁBIO,MAS AINDA ENGANA OS TROUXAS.

Anônimo disse...

No governo da Revolução de 64, os militares até arranjaram uma "esposa" para o Delfim, porque se envergonhavam de ter um ministro gay. Esse sujeito foi o inventor da teoria do bolo - teríamos que deixar o bolo crescer, com a contribuição de impostos dos bobos, para só depois reparti-lo. O povo brasileiro está esperando até hoje a divisão desse bolo. Enquanto isso o Sr. Delfim tratava de embolsar 10% nas negociatas que fazia para o governo brasileiro. Luladrão e Dilmandioca devem ter se inspirado nele para criarem mensalão e petrolão. Formaria um belo casal com o jô soares - dois velhos gordos e senis gays. Estão bem na moda!

Anônimo disse...

Esse ministro do chuchu que gerou inflação alta, o qu7e e$tá levando?