Ex-ministro da Saúde, o petista Alexandre Padilha, reage aos"insultos"

CLIQUE AQUI para ver o video - 
Insultado por um jovem advogado paulista enquanto almoçava em São Paulo, o ex-ministro da Saúde e atual secretário municipal Alexandre Padilha, usou as redes sociais para reagir ao ataque., Eis seuo
 texto 

- Inaceitáveis instantes de intolerância.

ex-ministro da Saúde afirma que fica mais orgulhoso do Mais Médicos toda vez que o programa é "alvo de ódio dos que nunca passaram dificuldades"."Divergimos em opções de vida, profissionais e na política, mas essas amizades sobrevivem apesar do clima de agressão.

Alexandre Padilha foi hostilizado pelo jovem médico dentro do restaurante. O rapaz levantou-se da mesa em que estava, fez um discurso para todos os presentes e pediu uma salva de palmas para os desmandos do ex-ministro. Ele ainda tentou se defender, mas as vaias foram maiores.

O ex-ministro paga pelas informações que chegaram ao público, segundo as quais o Mais Médicos visou em primeiro lugar o objetivo de dar dinheiro para a ditadura dos Castro, num acerto mais do que desvendado pela mídia.

E paga sobretudo por pertencer a um Partido e a um governo podres, coalhado de líderes ladrões que já estão ou irão para a cadeia.

Dilma também é vaiada quando sai às ruas.

Todos os petistas terão que passar pela humilhação, pelo menos enquanto não fizeram mea culpa e buscarem o lado do bem. 

18 comentários:

Anônimo disse...

que discursinho mais cafona Padilha...

ninguem cai mais nessa nao...

o cara quer dar uma de amigo do povo falando em passar dificuldades jantando num restaurante do Itaim...

burguesão...

Anônimo disse...

Veja só!
Um vigarista assumido e orgulhoso.
Como se alguém ainda acreditasse que o Mais Médicos teve alguma motivação nobre.
São mesmo uns desavergonhados.

Anônimo disse...

O bom disso é que elles vivem junto da elite branca, nos melhores restaurantes, ou seja, continuarão sendo esculachados.
O pior castigo !

Celso disse...

Todos os brasileiros devem vaiar, interpelar, admoestar esses corruplíticos canalhas que infestam a nação brasileira.
Seja no cinema, restaurante, hospital,na rua, etc. vamos admoestar esses ladrões.

Anônimo disse...

Se eu encontrar algum político petista em um supermercado, vou pegar uma panela e uma colher nas prateleiras e fazer um panelaço atrás dele, tenho certeza que serei acompanhado na iniciativa!

Anônimo disse...

Vai pra casa padilha, e fica quieto que é melhor. Cria vergonha na cara. Se teus amigos são teus amigos mesmo, a gente fica meio assim, assim, em dúvida.

Gustavo disse...

petralha fazendo mea culpa.. os caras acham que estão fazendo o bem para o partido (novo príncipe), e de quebra enricando..
buscarem o lado do bem.. parece até o mestre yoda falando
que a força esteja contigo.. kkkk

Anônimo disse...

Parabéns à esse rapaz! No mínimo é isso que deve ser feito, porque vigaristas petralhas como o Padilha não devem andar incólumes por aí, já que a justiça, o MPF ou o congresso até agora não fizeram nada a respeito do programa mais médicos cubanos escravos. E se o congresso até agora não fez nada sobre o envio de bilhões de reais para Cuba, alguém acha que eles irão acolher o impeachment da Dilma?

Anônimo disse...

agora ta fazendo discursinho de coitadinho...

os petistas são tao anti-intolerancia que nao saem de Cuba, um primor de tolerancia...

estao kagados porque o cerco esta fechando...

acharam que eram maioria folgada no país e quando estavam por cima da carne seca nao contavam tempo em intimidar quem fosse contra...

quem fez oposição nos tempos do governo do Chefe, onde sobrava popularidade e distribuição de dinheiro, sabe bem como era ser achincalhado e intimidade por essa turma de petistas...

agora o jogo virou, seus vermes...

vao ter que aguentar a maioria dos brasileiros encurralando voces em todos os lugares...

Anônimo disse...


Esses petralhas sempre com essa conversinha fajuta de "quem não passou dificuldades" "de pobres e desamparados, enquanto enriquecem pessoalmente e destinam dinheiro de nossos impostos através da corrupção para a manutenção do poder. Tem que ser vaiados, panelados, escurraçados sim. E se Deus quiser eles desaparecerão da cena política (não sem antes pagar criminalmente por falcatruas que tenham feito e devolver bens e valores havidos ilegalmente no exercício de funções publicas).
Oportuno lembrar que o RS também tem seu padilha, oportunista e enrolão, como tem sido com o assunto pista do Salgado Filho. Rezam todos pela mesma cartilha ....

Mordaz disse...

O PT faz o discurso contra a terceirização, mas o Mais Médicos é isto. Um salário miserável para o médico cubano, que é tungado pelo governo dos irmãos Castro, e não cria condições trabalhistas para os médicos brasileiros trabalharem nestas áreas. E a CUT capacho do PT ficou calado todo o tempo. Só acordou quando outros trabalhadores podem ficar em condições muito diferente do que os escravos cubanos.

Anônimo disse...

O cretino está passando dificuldades num restaurante do Itaim Bibi? Pra quem não conhece, é um dos bairros mais elegantes de São Paulo e o seu comércio é coisa só para gente chique, ou novos e chinelões ricos como esse ex-ministro!

Anônimo disse...

Parabéns para esse rapaz que teve a oportunidade de se desabafar é aproveitou. Lembre-se que quando alguém toma esta atitude, o estará fazendo em nome de milhões de pessoas. E a resposta do ex ministros, nao foi inteligente porque não tem argumento, a saúde no Brasil continua ruim, pessoas sendo atendidas nos corredores, em macas ou até mesmo no chão. Acabaram com o SUS, em suma estes governos do PT acabaram com o que ainda existia e funcionava mal mas funcionava. Agora estão acabando com as leis trabalhista por causa das roubalheiras, pois a "a vaca tossiu". Este comportamento mentiroso de governar esta sendo sentidos até na classe mais humilde e isto irá ter consequência.

Emmanuel Carlos disse...

Em resumo ... esse Padilha é um palhaço!

Ingo Maximo disse...

Essa turminha.

Lula, Dilma, Mercadante, Padilha e etc.

Os médicos do Brasil estão com raiva deles e com razão.

Falam de mais médicos cubanos, mas todos vão no Sírio Libanês.

Tudo esquerdista caviar.

Mercadante falou que o norte nunca terá um Sírio Libanês.

Deveriam levar essas pragas para Dubai, Emirados Árabes Unidos, Japão, Coréia do Sul, para o Texas, Israel e etc e ver como o povo de lá conseguiu construir uma região desenvolvida e próspera mesmo em regiões isoladas.

O nível de mediocridade dessa turma beira o cinismo.

Não é a toa que os caminhoneiros estão com raiva. Vivem há anos em um país que não tem infraestrutura.

Falta ferrovia, hidrovia, logísta e etc. O que não falta é notícia de acidentes fatais nas estradas do Brasil.

E a parte da sociedade que quer desenvolver o país sofre há decadas em todos os regimes.

Ingo Maximo disse...

Ricardo Boechat tem razão. Tem que fazer isso mesmo.

Teve escândalo? O povo tem que cobrar mesmo.

Se fez certo, tem que aplaudir.

No Maranhão o novo governador que não é da máfia dos Sarney e Edson Lobão que roubam em Serra Pelada, um morador de lá chama de Serra Tomada. O novo governador falando que agora tem recursos para educação da cidadade e do estado.

Recursos nunca faltaram na história do Brasil. Brasil sempre foi riquíssimo.

O que faltou foi vergonha na cara dos líderes e do povo em pegar esses recursos e investir em educação, saúde e infraestrutura.

Anônimo disse...

Alexandre Quadrilha: o maior feitor de escravos do século XXI, pertence a um partido de ladrões, tomou pau na eleição do seu estado, defende a ditadura mais duradora das Américas, em suma: um verdadeiro petralha! Chupa Quadrilha e vai para casa seur grande "zerda"!

Anônimo disse...


'Endinheirado que agrediu Padilha é incompetente':

A colunista do Estadão não revelou tudo sobre o agressor de Padilha e sobre sua atitude lamentável. Não revelou, por exemplo, que a empresa que ele geriu, a BRA Transportes Aéreos, é uma empresa falida. E distorceu a reação dos presentes ao restaurante Varanda Grill, dizendo que a reação de Padilha ao dizer que o programa Mais Médicos atende 63 milhões de pessoas teria sido “ofuscada pelos aplausos”.

Tratemos, primeiro, da empresa da qual Amaral foi presidente.

A BRA Transportes Aéreos, ou Brasil Rodo Aéreo, é uma empresa em recuperação juridicial – ou, como diziam antigamente, em “concordata”. Foi fundada em 1999 pelos irmãos Humberto Folegatti e Walter Folegatti e se dedicava, inicialmente, a voos charter.

Em 2005, obteve a certificado para realização de voos regulares, quando passou a atuar sob o conceito “baixo custo”, ou seja, transportar clientes como gado por não servir um lanchinho a bordo.

A partir de 2005, a BRA passou a operar voos regulares. No final do ano passado, foi tomada por bancos e agiotas estrangeiros agrupados no Brazil Air Partners, sediado nas Ilhas Cayman, que tem entre seus representantes a Gávea Investimentos, de Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central no governo de FHC e sócio do megaespeculador George Soros.

A Brazil Partners Ltd é formada pelo Bank of America, Darby, BBVA, Development Capital, Goldman Sachs, HBK Investments e Millennium Global Investments. Na época, o dito fundo adquiriu 20 % do capital da BRA por R$ 180 milhões com a promessa de novos investimentos, que não ocorreram.

Devido à precarização da gestão, a empresa começou a passar por dificuldades financeiras e operacionais, comprometendo a manutenção das aeronaves e o serviço de bordo.

Antes da suspensão de suas operações, voava para mais de 30 destinos, com frota composta de aviões Boeing 737 e Boeing 767. Na feira da aviação de 2007 realizada em Le Bourget, França, a companhia havia anunciado a compra de 40 jatos Embraer 195, e seria a primeira companhia brasileira a operar o modelo da fabricante, mas nunca concretizou nada.

Devido a dificuldades financeiras, no dia 6 de novembro de 2007, a partir das 12 horas, a BRA suspendeu suas operações, demitindo todos os seus 1100 funcionários. Pôs todos no olho da rua sumariamente, o que combina muito bem com o perfil mesquinho de seus gestores, como se viu recentemente.

Em novembro 2008, entrou com pedido de “recuperação judicial”. Em 2009, o vice-presidente Danilo Amaral assumiu a presidência da empresa por alguns meses, mas foi “saído” do cargo rapidamente por razões mais do que óbvias.

(...)