Greve dos caminhoneiros perdeu força em todo o País. RS e MT ainda resistem.

O balanço da PRF divulgado no início da tarde deste sábado apontou que três bloqueios aconteceram no norte do estado do Rio Grande do Sul: em trecho da BR-158, nas imediações do município de Panambi; na BR-285, altura de Ijuí; e na BR-386, na cidade de Sarandi. Outras seis interdições foram registradas no Mato Grosso. A BR-163 teve bloqueios em quatro trechos, nas cidades de Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Sorriso e Guarantã do Norte; e a BR-364, nas cidades de Diamantino e Alto Garças.

A BR-116, principal rodovia do país, que vai do Ceará ao Rio Grande do Sul, ficou completamente bloqueada no município de Tabuleiro do Norte (CE) durante a manhã, mas foi liberada depois. No Paraná, um trecho da BR-376, na cidade de Apucarana, também só foi desbloqueado no fim da manhã.

Em nota, o Ministério da Justiça destacou que a PRF, a Força Nacional de Segurança Pública e as polícias estaduais continuam de prontidão para “garantir o adequado fluxo de veículos nas rodovias e o restabelecimento total da população”.

PREÇO DO FRETE
Os caminhoneiros decidiram retomar os protestos na última quinta-feira depois de não chegarem a um acordo com o Planalto. O governo propôs uma tabela referencial sobre o valor do preço do frete no país, mas a categoria reivindica um preço mínimo. Segundo o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Miguel Rossetto, a tabela mínima não tem respaldo legal.
Esta foi uma das principais reivindicações do movimento que se espalhou pelas estradas do país em fevereiro, causando, inclusive, desabastecimento em algumas regiões. Na ocasião, o governo assinou acordo que previa perdão a multas por excesso de peso aplicadas nos últimos dois anos, a sanção integral da nova Lei do Caminhoneiro e a isenção de pagamento de pedágio para o eixo suspenso de caminhões vazios.

10 comentários:

joão roberto disse...

Deixaram o editor aliado por conveniencia agarrado no pincel.

Anônimo disse...

Estamos em um período de transporte da grãos, acho que seria uma boa ideia retomar a greve mais tarde, agora é hora dos irmão caminhoneiros ganharem uma grana até para poderem parar mais adiante: "Os custos dos fretes dispararam no início da safra brasileira de grãos. Em Mato Grosso, Estado que concentra a maior produção de soja do país, responsável por 9% de toda a oleaginosa a ser colhida no mundo neste ano, o custo do transporte subiu em média 21,6% em apenas uma semana. De Sorriso, município que lidera a produção nacional, até o porto de Paranaguá (PR), uma distância de 2.295 km, o frete passou a custar R$ 290 por tonelada, valor 50,6% superior ao cobrado um ano atrás. De Rondonópolis ao porto de Santos (1.159 km), o aumento em um ano foi de 42,8% e o custo da tonelada transportada subiu para R$ 200." Leiam em:http://www.agranja.com/index/noticias/8493/frete+dispara+no+inicio+da+safra+de+soja

Anônimo disse...

Engraçado, na TV aparece jagunços atirando pedras em caminhões que passam e não querem parar. Teve uma rodovia que os jagunços pararam os caminhões, aí os camioneiros procuraram os líderes da greve para explicar em que pé estava a greve, não apareceu ninguém, então eles foram embora em comboio.

Anônimo disse...

ISSO ERA ÓBVIO QUE IRIA ACONTECER.

VEZ ANTERIOR O POVO ESTAVA AO LADO, ATÉ FORNECENDO ALIMENTAÇÃO PROS MOTORISTAS.

MAS COMO "ABRIRAM AS PERNAS", POVO DEIXOU DE LADO.

Anônimo disse...

no Brasil tudo é fogo de palha...

ficaram cansados de fazer uma unica paralisação...

no final a maioria dos caminhoneiros acaba obedecendo a pelegada dos sindicatos...

depois ficam reclamando...

Anônimo disse...

Dólar caindo, ações da Petrobras subindo..greve caminhoneiros murchando...impitim kkkkk já era

Airton disse...

ouvi um zum zum que a Anatel proibiu as emissoras de rádio e televisão de noticiarem a greve dos caminhoneiros, sob risco de perderem as concessões, para enfraquecê-los, como fizeram na última greve, só que foi no final dela, esta é a ""democracia Petista""

Anônimo disse...

No fundo, bem mais no fundo, todo brasileiro é P E L E G O!! Povinho imediatista!! Criam os problemas votando em desonestos e desajustados salvadores da pátria por pura P R E G U I Ç A e depois querem soluções rapidinhas daqueles que eles colocaram no poder. Bah!! Tem mais prepotente que isso??? Bem...toda prepotência é sinal de ignorância neh???

Anônimo disse...

Por que o governo tem que decidir preço do frete se os caminhoneiros são entes autônomos privados? O mercado não regula-se sozinho nessa área? Querem autonomia e nenhuma interferência estatal, mas falou em preço do frete, lembram que existe sindicato, governo, etc...

Anônimo disse...

Será que os caminhoneiros deixaram a greve pelo que está neste vídeo?

https://www.youtube.com/watch?v=LJj4LlOfHoU&app=desktop