Artigo, Juan José Campanella - A Argentina agoniza

CLIQUE AQUI para ler, também, entrevista com o ator Ricardo Darín, "Nós merecemos viver de outra forma".

O diretor de cinema argentino Juan José Campanella publica hoje nas redes sociais e nos jornais argentinos a peça dramática que vai a seguir, toda ela relacionada com o brutal assassinato do promotor Nismann, que investigava a cumplicidade dos governos Kirchner com os terroristas iranianos que mataram dezenas de judeus na AMIA. Leia:

Una sensación de impotencia, de frustración y abatimiento nos noqueó.
Ya parece no quedar nada del orgullo de ser argentino. Y no es la economía.
Ni siquiera el caso Ciccone.
Ni de los hermanos Schoklender.
No se trata de Moreno y su avasallamiento tercermundista.
Ni de Ley de Medios.
El problema no es el tren de Once y los 52 hermanos que murieron...
lamentablemente.
Ni tampoco el uso de las reservas.
No se trata del paro de los maestros, ni de las mentiras del Indec ni
de la pesificacion.
El problema es otro.
Estamos perdiendo en silencio a nuestra Argentina.
La metamorfosis es brutal.
El país que tenemos hoy no es el que imaginamos, y el país de mañana
será mucho peor de lo que imaginamos.
No hay respeto.
No hay educación.
No hay diálogo.
La búsqueda de la excelencia se abandonó por completo.
Nos acostumbramos al atropello del poder político, al patoterismo.

Al corto plazo sin una visión de país que nos ilusione. Que nos enamore.

CLIQUE AQUI para ler mais.

6 comentários:

Anônimo disse...

Qualquer semelhança com o Brasil não é mera coincidência. Quando cair uma república bolivariana, cairão todas . Como peças de dominó.

Luiz Fernando de Campos Velho disse...

Que triste! Sinto a mesma coisa aqui no Brasil! As pessoas andam inseguras com o futuro, cabisbaixas, desanimadas, envergonhadas, os jovens confusos. Trabalho como médico há mais de 10 anos na rede pública e a maioria dos pacientes estão vindo buscar consolo! Há medo no ar, sensação de que vivemos uma permanente mentira, depressões e angústias. O consumo de antidepressivos e ansiolíticos disparou, há condutas bizarras se espalhando por todos os cantos como se fossem coisas normais, numa evidente fuga da realidade. Não podemos permitir isso! Esses governos bolivarianos nos roubaram mais que o dinheiro arduamente ganho, mas nossa autoestima e nosso orgulho! Chega!

Anônimo disse...

Enquanto na America Latina nao descobrirem que os cidadaos mais competentes deve gerir os paises, tudo vai continuar no atraso.Os competentes puxam os menos competentes para cima, os menos competentes no comando levam todos para baixo

Anônimo disse...

uau!

entrei aqui e pensei que tinha acessado o blog errado!

bela mudança, ficou show!

combina com o teu sucesso...

ja estava na hora de dar uma nova cara para o blog mesmo...

parabens...

Anônimo disse...

Olha, tenho minhas dúvidas e por uma razão muito simples: O Mossad, que como se sabe é o melhor serviço secreto do mundo, não deixaria de pé quem fez aquilo lá, principalmente pelo fato de que a Argentina tem fama de abrigar nazistas.
Se for real isso contra a AMIA... bom... logo alguém vai ver a grama crescer... DE BAIXO PARA CIMA!

Anônimo disse...

Os governos bolivarianos estão caindo no buraco, foi a Venezuela, agora a Argentina, daqui alguns meses é o Brasil, não mais do que isso!
Somente um impeachment militar da petralha terrorista e uma faxina nas instituições pelo Brasil afora, com novas eleições em alguns meses, mas com cédulas de papel, poderiam resolver o nosso problema!