Análise, Mansueto Almeida - Superávit ou déficit primário?

Esta análise foi publicada na  edição de hoje do jornal Valor.

O setor público, até agosto deste ano, apresentou um superávit primário acumulado em doze meses de R$ 47,5 bilhões (0,94% do PIB). Infelizmente, este número não é o valor correto do superávit primário sem truques. Neste valor há uma receita extraordinária de R$ 35 bilhões (0,7% do PIB) decorrente da arrecadação do leilão do campo de Libra (R$ 15 bilhões) e da receita do programa de renegociação de dívidas (R$ 20 bilhões), o Refis, de novembro de 2013.

Assim, como não haverá um campo de Libra para ser leiloado todos os anos e nem se espera que todos os anos o governo faça sucessivas renegociações da dívida das empresas, o superávit primário (sem receitas extraordinárias) nos últimos 12 meses foi de R$ 12,5 bilhões ou 0,25% do PIB. Mas será esse o valor correto do superávit primário? Não.

Em geral, no mês de abril de cada ano, o governo paga precatórios de pessoal e da Previdência. 

CLIQUE AQUI para ler tudo.

* Mansueto Facundo de Almeida Jr é  formado em economia pela Univ. Federal do Ceará, Mestre em Economia pela Universidade de São Paulo (USP) e cursou Doutorado em Políticas Públicas no MIT, Cambridge (USA), mas não defendeu a tese.

Nenhum comentário: