Taline diz que PSDB pode perder indicação ao Senado

A jornalista Taline Oppitz diz no Correio do Povo de hoje que a demora do PSDB na indicação de representante ao Senado para compor a chapa de Ana Amélia Lemos ao Piratini e o ingresso do PRB na aliança, podem levar a reviravolta na composição da majoritária. Leia tudo:

Na segunda-feira, ocorrerá reunião entre dirigentes de todos os partidos aliados para discutir o tema. Como Nelson Marchezan Júnior, principal cotado, teria mantido a negativa e estaria fora do páreo, assim como Fernando Schüler, os tucanos se apressaram em apresentar ao PP outros três indicados, para não arriscar a perda da vaga na majoritária.


. As alternativas do PSDB foram, prioritariamente, o ex-procurador-geral do Estado e ex-secretário de Transparência, Francisco Luçardo; além do ex-deputado Jorge Gobbi e do suplente de deputado Jorge Drumm. Apesar de o PSDB sustentar que, como recuou e atendeu à exigência de coligação na proporcional, a vaga ao Senado cabe ao partido, há entendimento distinto entre lideranças de outros integrantes da coligação, que não dão o caso como resolvido e defendem definição conjunta. O PRB também já apresentou ao PP, oficialmente, dois nomes como candidatos ao Senado: o do ex-secretário de Segurança José Francisco Mallmann e o do presidente do partido de Porto Alegre, vereador Waldir Canal.

- O PSDB já avisou que não abre mão da indicação. O Partido não trabalha sozinho na confecção da lista, porque ouve com extrema atenção os aliados e a direção nacional. É possível que um deputado estadual em exercício possa sair como candidato. Isto tudo terá que ser resolvido esta semana, antes das convenções dos coligados. 

4 comentários:

Anônimo disse...

Ninguem quer ser o boi de piranha, pobre psdb.

Anônimo disse...

Parece que o PSDB tá com medinho de perder para o Senado. bom que o PRB assuma essa bronca que a Igreja universal vota em peso nos seus candidatos. Assim tira voto do Lasier e, considerando que não tem 2o turno para o Senado, Olivio se elege.

Anônimo disse...

O sanchotene tem 1 milhao de votos pro senado - e um trilhao de litros dagua pra campanha ...

Anônimo disse...

Acho que ainda não é o momento do Marchezan Júnior se candidatar aos senado, ele como deputado federal vem fazendo um ótimo trabalho, e são os petralhas que mais querem que ele se candidate ao senado, para ficar fora do congresso, porque essa vaga é do Lasier, e porque o deputado do PSDB faz oposição sistemática ao partido dos ladrões que estão no governo.