Na greve dos ônibus de SP, deputado do PT é flagrado em reunião com perureiros e bandidos do PCC

Ao lado, o deputado Luiz Moura. Há muito tempo desconfiava-se derelações permissivas entre PT e PCC, agora reveladas. 



O editor acompanhou todo o programa de José Luiz Datena, ontem, quando o secretário de Comunicação de Alckmin, Márcio Aith, denunciou as relações permissivas entre a facção criminosa do PCC, os grevistas de ônibus e o deputado do PT, Luiz Moura. Trata-se de um escândalo sem precedentes, mas revela velha desconfiança de que PCC e PT atuam juntos em São Paulo. O texto a seguir é do jornalista Reinaldo Azevedo (o editor copidescou o material para reduzi-lo e facilitar rápida leitura, mas o texto integral vai no link):

No dia 17 de março, no auge dos incêndios a ônibus em São Paulo, a 6ª Delegacia de Polícia de Investigações sobre Facções Criminosas e Lavagem de Dinheiro havia estourado uma reunião na sede da Cooperativa Transcooper, em Itaquera, na Zona Leste, em que membros do PCC planejavam as ações criminosas. Sabem quem estava presente ao encontro? Ninguém menos do que o deputado estadual petista Luiz Moura (PT-SP), que estaria lá na condição de “convidado”. É este senhor aqui. Muito bem! Ontem, critiquei duramente no blog o secretário de Transportes da cidade, Jilmar Tatto. Em vez de tentar articular uma resposta para o caos da cidade, ele concedeu uma entrevista atacando a PM, acusando-a de fazer corpo mole, como se policiais militares pudessem sair por aí conduzindo ônibus. Eu tinha, sim, a informação certa sobre a participação do tal deputado naquela reunião da bandidagem, mas não a prova. Mesmo assim, não os deixei na mão. Publiquei, então, o que segue em azul:

“ (…) Terei eu de lembrar que Jilmar Tatto tem dois aliados importantes que são, digamos assim, ligados à área de transporte? Um é o deputado estadual Luiz Moura, um ex-presidiário que não cumpriu os 12 anos a que estava condenado porque se tornou um fugitivo. Hoje, é deputado petista. Outro é Senival Moura, vereador, também do partido, irmão de Luiz.

. O agora deputado estadual se fez líder dos perueiros, uma área que a família Tatto conhece muito bem.”

. A informação que eu tinha estava certa. Em entrevista ao programa do apresentador José Luiz Datena, da Band, Márcio Airth, secretário de comunicação do governo de São Paulo, rasgou o verbo. A operação aconteceu mesmo! A reunião da bandidagem, de fato, estava em curso, e o objetivo era planejar novas ações contra ônibus na cidade. Um dos “convidados” para o evento era o deputado estadual petista Luiz Moura, ex-presidiário (condenado a 12 anos) e ex-fugitivo, que se reinventou como líder dos perueiros, que foi como conheceu Jilmar Tatto, ligado ao setor.

. Aith foi adiante e afirmou que, em março, no curso da investigação dos ataques, a polícia solicitou diretamente a Tatto a relação de empresas que atuam no setor de transportes público. “Ele [Tatto] é o primeiro a dizer que a polícia é truculenta e se excede, mas, quando interessa a ele barrar uma investigação, como de fato ele barrou, ao não responder o delegado, ele fica quieto. A polícia poderia investigar muito mais se o deputado Jilmar Tatto tivesse feito o trabalho dele, respondido ao ofício e chamado a atenção do colega deputado dele para que não comparecesse a locais que não são recomendáveis a qualquer pessoa pública”.

CLIQUE AQUI para ler o texto integral. 

18 comentários:

Anônimo disse...

Qual a novidade? É só ver do que o Foro de São Paulo é formado pra notar que isso é natural pra eles. Pela sua ótica, errados somos nós.

Anônimo disse...

Conta outra editor. O que ocorreu foi que diante da greve inesperada dos onibus, já que o Sindicato e Prefeitura já haviam fechado acordo de reajuste salarial a Prefeitura de SP fez o que a Prefeitura de Porto Alegre fez, ou seja, liberou os Perueiros para transportar as pessoas. Lembrando que a polpulação da cidade de SP é maior que toda a população do Estado do RS.

Anônimo disse...

Nenhuma surpresa e qualquer coisa, Mestre Teori tá lá pra colocar pra fora da cadeia os cumpanhero que fizerem xixi fora do penico.

Anônimo disse...

Qual é a novidade Políbio...? duas quadrilhas que se unem para atuarem com mais eficiência. Ladrão defendendo ladrão...

Anônimo disse...

KKKKKKKKKKKK, o petralha das 10:49 não sabe do que fala, retardado, leia direito, o cidadão em tela estava em reunião com membros do PCC para viabilizar novos ataques...

Anônimo disse...

Até aí, nenhuma novidade. Quanto ao partido que ele representa, tbém não há novidade alguma.

Anônimo disse...

Ontem mesmo havia um patrulheiro petralha colando aqui textos de assessoria de imprensa tentando ligar o PSDB ao PCC, é mole? Hoje mesmo já se confirma que quem está envolvido com o crime organizado em SP - É claro que é o PT.

Anônimo disse...

Para tirar a dúvida ver a íntegra no blog do Reinaldo Azevedo.O Políbio não inventou a notícia,só publicou.

Anônimo disse...

É só seguir as setas: deputado boliviano (ex-terrorista) Gabriel Herbas Camacho, do partido de Evo Morales, irmão de Marcos Willians Herbas Camacho, líder do PCC > Evo Morales > Drogas e cocaína > FARC > Dinheiro para campanha de Lulla entregue pelo Padre Olivério Medina, casado com uma brasileira, CC do Governo do PT > MST treinamento pelas FARC > PCC 2006 (ano eleitoral - Lulla Barba concorre a reeleição - São Paulo caos e morte de dezenas de policiais > 2010 - ano eleitoral - novamente caos e tumultos em São Paulo > 2014 - parece que o "modus operandi" virou PraTica e instrumento para demolir adversários, ou seja inimigos que atrapalham o projeto de poder.
Quem sabe como isto funciona sabe que em algum PonTo futuro, em caso de obtenção de êxito, os quadrilheiros entrarão em confronto. A dúvida que o tempo futuro dirimirá: será o PT ou o PCC que restará de pé?

Anônimo disse...

As ligações do PT com a criminalidade não se limitam aos Zés da Papuda. Começam com a relação com as FARC e o MIR no Foro de São Paulo e desembocam nos clientes das FARC no Brasil, como o PCC. A polícia já gravou "dirigentes" do PCC mandando votar no PT e todas as revoltas dos bandidos ocorrem, convenientemente para os petistas em anos eleitorais. A relação do Gilmar Tato, secretário do Hadad, com a bandidagem é antiga e a história desse deputado de agora só confirma isso.

Anônimo disse...

O comentarista de 22 de maio de 2014 13:01 matou a charada. Basta seguir as setinhas e mandar todos esses trastes para a cadeia.

Anônimo disse...

Parece que o governador Alkmin do PSDB, que havia dito que a greve éra problema do Prefeito, agora MUDOU DE OPINIÃO pq a greve começou a se alastrar por outros muncípios, ou seja, se ele achava que ia sair de lombo liso nessa, se cag.., digo, se equivocou feio, vai ter que se queimar, digo, se coçar, ou seja, mandar a policia investigar e fazer policiamento preventivo.

jose manoel vega garcia disse...

Outra barriga do editor o secretario de seguranca de SP acaba de dar entrevista e dizer que ele nao e investigado.julgaste e condenaste Polibio junto com o Reinaldo como sempre fazem.

Anônimo disse...

Cadeia para esses bandidos petralhas que só se relacionam com o que existe de pior na sociedade. São criminosos travestidos de políticos que merecem prisão. A intenção deles é o aumento da criminalidade e o caos! A justiça e as polícias de São Paulo não pode dar moleza para essa bandidagem: PT=PCC=Narcotraficantes=FARC=Comunismo Bolivariano.

Anônimo disse...

Aqui em Sao Paulo todos sabem que o PCC domina o sindicato de onibus, transportes clandestinos etc.

Inclusivo os taxis estao em grande proporcao na mao deles, pois sao excelentes para lavagem de dinheiro (nao ha notas nem recibos nas corridas).

Prato cheio para petralhas, naturalmente.

Anônimo disse...

E pensar que estudo na mesma faculdade que este homem. O mesmo curso aliás. Meu Deus que nojo. Cursando direito para saber o que pode fazer sem ser preso de novo.

Anônimo disse...

Polibio, em 2004 Morava na Vila Natal, Zona Sul em São Paulo, Gilmar Tatto, Participava como líder na , com Varias Reuniões, na Praça do bairro e também no terminal de ônibus Varginha, junto aos lideres de Cooperativas!!ele está metido nesse meio faz Tempo.

Cap Caverna disse...

Os PeTralhas das 10:49 e das 17:57 somente vem a confirmar o que digo, que para ser petista uma das qualidades é ser burro e ignorante, fora outras dezenas mais. A reportagem está feita, gravada, mostrando os lacaios e dando os nomes aos bois e voces ainda não aceitam.Isso nada mais é do que a união de quadrilhas perigosíssimas, além das FARCS, que é financiada pelo narcotráfico e pelo PT.Ser petista também é ser sem carater!