Ziukolski faz raio X devastador sobre o drama recorrente dos municípios do Brasil

No programa “Cenários” desta semana, que você verá a seguir, o presidente da Confederação Nacional dos Municípios, o gaúcho Paulo Ziukolski, conversa francamente com o editor e com os analistas financeiros Leandro Rushel e Stormer, nos estúdios da Leandro & Stormer.

. O presidente da CNM sabe todos os números sem consulta a qualquer papel ou ao seu iPad. Ele representa os interesses  de 5.568 municípios brasileiros. Neles trabalham 5,5 milhões de servidores. E as reclamações são justas e recorrentes, porque sobre o bolo total de impostos recolhidos no País (R$ 1,5 trilhão até o dia 30 de novembro), apenas 15,5% vão para eles. Os governos estaduais ficam com 25% e o governo federal abocanha a parte do leão, 59%. E isto até não diz tudo, porque os encargos municipais são cada vez maiores, como verá o próprio leitor.

CLIQUE a seguir para ver tudo. O programa tem uma hora de duração. 

5 comentários:

Anônimo disse...

Só que tem um porém, em muitos municípios o pouco que chega não é bem administrado.Tem municípios que recebem muito dinheiro em Royalties e os habitantes não tem os serviços decentes,muitas vezes até piores dos que não recebem.Acho que não tem um controle oficial de qualidade em cima dos prefeitos.

Anônimo disse...

Vem cá não tem eleição para Presidente da Confederação dos Municipios? Só aparece esse elemento na foto choramingando.

Anônimo disse...

Dilma é reeleita e os prefeitos que se ferrem.

Tá anonimo das 15:55, RELACIONE quais os Municípios que estão recebendo este dinheiro, "Royalties".

EStá na cara que és marqueteiro da Dilma!


Anônimo disse...

Paulo Ziulkovski é um dos homens públicos mais preparados do Brasil. Seria o ideal para ser Governador do Estado. Administrou Mariana Pimentel, um pequeníssimo município, colocou só um secretário, fez tudo o que o Município precisava do Poder Publico e deixou 3 milhões em caixa. É consagrado no Brasil inteiro pelo seu conhecimento e luta por um noivo pactro federativo. Hoje, a fantástica arrecadação fica com a União e os encargos com os estados e, principalmente os municípios. Provávelmente a unica vaia que a Dilma recebeu de lideranças, foi em reunião, com mais de 3 mil prefeitos, onde vaiaram e Presidenta e o Paulo Ziulkoski foi aplaudidíssimo. Assumiu a CNM quebrada e sem respaldo e transformou em um dos órgãos mais representativos e respeitados do país. Ele fala a verdade coim conhecimento de causa, sabe e tem competência para encaminhar a solução de nosso RS. Mas, raramente quem tem esta capacidade e esta coragem é candidato e se elege. Preferem quem promete o céu, como o atual e, depois dá nisso.

Unknown disse...


governo federal tem sua parcela de culpa. mas e as prefeituras entupidas de CCs, sem contar os desvios, corrupção etc, começa por baixo, pelos vereadores prefeitos fazerem sua parte e pararem de roubar e desviar e trabalhar para o povo e nao em causa propria, CHEGA DE TANTA DEMAGOGIA dessa classe politica brasileira.