Brasil: fim de ano do varejo deve ser de vendas fracas

Os fracos números de vendas do varejo desde o início de 2013 devem se repetir neste fim de ano. De acordo com as previsões da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), as compras de Natal devem registrar aumento de apenas 4,8% este ano.

. Se a previsão se confirmar, será o pior resultado do varejo desde 2004, ano que registrou aumento de 4,3% nas vendas. No entanto, os principais setores do varejo devem compensar esse fraco desempenho. Os móveis e eletrodomésticos devem crescer 9,3% e entre os eletroeletrônicos e brinquedos, a alta deve ser de 6,1%.

. As vendas em todas as datas comemorativas deste ano apresentaram uma redução generalizada em relação aos mesmos períodos de 2012, e o Dia das Crianças também deve seguir a tendência. A CNC prevê um aumento de apenas 4,9% nas vendas deste 12 de outubro, contra a notável marca de 8% de elevação nas compras do ano passado.

Um comentário:

Anônimo disse...

As associações de empresários tem o péssimo habito de serem compostas por chorões.
1)Estadão: vendas na páscoa crescem 8,12 diante de 2012;
2)Venda no dia das mães sobem 6,4% em 2013;
3) A EXAME dá conta que no dia da criança as vendas aumentaram em 3,15%,
4) Natal: varejo calçadista espera aumento de 6% nas vendas.