CEEE quer demitir 500 trabalhadores com PDV que começou a implementar no RS

Enfrenta enorme resistência o Plano de Demissão Incentivada da CEEE,  nome que o governo do PT encontrou para substituir a denominação verdadeira do programa usado em todo o mundo, que é o Plano de Demissão Voluntária, o PDV,empregado pela primeira vez na administração estadual pelo governo Antonio Britto.

. Na época, o então governador Antonio Britto foi demonizado pelo PT, que cunhou o mantra de que o PT não demite trabalhador.

. A CEEE quer demitir 500 trabalhadores. O PDV foi aprovado pessoalmente pelo governador Tarso Genro e está em plena execução. 

. O PDI encontra resistência porque as condições oferecidas aos trabalhadores pouco diferem das vantagens garantidas para o empregado que é demitido sem justificativa por qualquer empresa.

- A CEEE procura fazer ajustes porque a situação financeira e econômica do grupo é desesperadora. A CEEE-D encontra-se na iminência de sofrer uma intervenção federal. 

23 comentários:

Anônimo disse...

500 é pouco. Deveria ser 5000. Sem falar nos 300 CCs desta arapuca pública.

Privatizem já está este mamute, antes que q não sobre nada para privatizar. O PT é um parasita assassino de estatais, vide petrobras, CEEE. As que foram privatizadas vão de vento em Popa, Embraer, Vale etc...

Luiz Vargas disse...

O que será que o con$$$$elheiro Olívio Truta tem a dizer a respeito disto?
E o cumpanhero deputado cachorrão PeTralha tem a dizer algo?

Anônimo disse...

Tarso=PDV

Anônimo disse...

Dada já é lucro.

Anônimo disse...

Só um detalhe. Quem trabalha na CEEE é Celetista, diferente do funcinário púbblico que Estatutário. Brito instituiu o PDV para os estatutários, como professores e brigadianos.

Anônimo disse...

Creio que o que tinha de ser feito é encaminhar o assunto ao Ministério Público para ver o motivo pelo qual as 3 empresas foram quebradas, neste ano, depois de receber 3 bilhões de dívidas do Governo Federal e ser anunciado com grande estardalhaço que estavam completamente saneadas. Alías a quebradeira geral foi ocasionada pela assinatura inconsequente dos novos contratos de concessão que abriram mão de mais de 70% da receita. Isto não é entregar o patrimônio público?

Anônimo disse...

Sabe-se que a CEEE é credora de mais 7 bilhões do Governo Federal, referente ao CRC e até agora não acionou judicialmente, porque será?
O prazo para entar com a ação está para expirar, então deve estar muto bem de recursos, então para que se preocupar com PDV?

Em tempo: Os contratos que quebraram as empresas de energia elétrica tiveram a concordância dos Governadores.

Anônimo disse...

Caro Jornalista, este chamado PDV que nem é tão PDV assim, pois na realidade dá apenas aqueles direitos que o trabalhador teria em caso de demissão, chama a atenção pelo fato de que nem no governo Brito houve uma coação tão forte em relação aos empregados, pois na cartilha que regulamento o programa, é dado um prazo de 60 dias, para os empregados que tiverem aposentados optarem, a partir de 01 de setembro e após este período a opção fica fechada para estes empregados e ainda sob o risco de posterior demissão. Tudo isto com a concordância e aval do Governo. PRIVATIZAÇÕES, BENEFÍCIOS A BANCOS, DEMISSÕES...
SERÁ ESTA A NOVA CARA DO PT?

Anônimo disse...

Sou contra demissões, mas agora pela manhã havia dois caminhões e oito homens para trocar um transformador em uma rua do bairro, convenhamos é muita gente para um serviço simples.


Eduardo Menezes

Anônimo disse...

Intervencao? E a lei de respinsabilidade fiscal vai valer para esta gente?

Anônimo disse...

Muito bem lembrado Anonimo das 08:47!

Anônimo disse...

O Senhor Eduardo bem que poderia se informar melhor pois os serviços de rua são feito por empresas terceirizadas, logo, se houver excesso de funcionários para um serviço simples elas levam prejuízo, se fosse o Caso. Mais não é isso não, trata-se de uma equipe de rua que atende diversos setores, entre eles a troca de um simples gerador, mas poderia ser um evento grave aí seria criticados por falta de pessoal, ou seja, são equipes preparadas para serviços simples e complexos.

Anônimo disse...

É impressionante como tem gente que comenta cada bobagem sem saber realmente as reais condições da empresa.

Anônimo disse...

Sou contra as privatizações. O que o governo deveria fazer é cobrar resultado. Existe alguma lei que obrigue estas empresas a serem de cunho SOCIAL, NÃO !!! A empresa pode ser pública e dar resultado. Caro Governador, cobre RESULTADO, EFICIÊNCIA... faça um bem para seu Estado.

Anônimo disse...

Sugiro que seja aberto o capital da Companhia, como é o caso do Banrisul, que hoje vem demonstrando bons resultados.

e PDV tem que acontecer, sempre é bom limpar o pessoal que não está mais a fim...

Anônimo disse...

O PDV da CEEE é uma piada:dá 40% do fundo de garantia (o que qualquer empresa privada dá, quando se faz um acordo num pedido de demissão) e 10% do salário para cada ano trabalhado. Quer dizer, não querem que os "marajás" saiam. Quem são os
gestores "sem noção" que criam estas coisas???? Deve ser o mesmo pessoal que inventou um plano de
cargos e salários injusto porque não beneficia o funcionário que realmente trabalha, podendo colocar dois colegas que exercem a mesma função, lado a lado, e que entraram fazendo o mesmo concurso, um tendo o salário mais que o dobro do outro, e que, por exemplo, para o cargo de carreira administrativa, conta para pontuação como nível de instrução cursos como educação física, química, arquitetura, biologia, nutrição, e outros, que não tem nada a ver com a função, e não aceita cursos relacionados com a área, como gestão comercial, gestão pública, processos gerenciais, etc,ou ainda não aceita o curso técnico assistente de administração para o cargo de assistente administrativo. Estes disparates só pode ter sido criado para benefício próprio de quem os criou. Pra corrigir?...em uma empresa privada não existe estas aberrações, neste caso, ou você trabalha, ou está fora.

Anônimo disse...

E agora José?

Anônimo disse...

Que privatizem logo a CEEE, já que aqueles que tão lá dentro não ajudam em nada e ainda roubam descaradamente. Infelizmente está companhia do povo está indo para um caminho sem volta, pena, vejo que a privatização está chegando...

Anônimo disse...

O prejuízo anual é alto, tanto por salarios como por contratos de compra e renovação da concessão mal antecipada, mas o principal problema é falta de investimento em ativos que melhoram a qualidade e reduzem multas.

Anônimo disse...

Privatizar é a melhor coisa a se fazer agora, pois a companhia está num caminho sem volta. Dividas, má gestão, cabides de emprego, sem contar que não existe nenhum investimento. Fui pra Cpão em novembro e é melancólico ver postes e redes em pedaços. Privatização já.

Paulo Sá disse...

Para quem não sabe, esta empresa é uma empresa de economia mista. 49% do seu capital é aberto. É só consultar a BOVESPA, para ter as informações. O que acontece realmente é que todos os governos anteriores foram incompetentes e o culpado por isso é o povo gaúcho que se acha mais trabalhador, mais macho do que os outros e não passam de ovelhas manipuladas por qualquer vagabundo que aparece. Estão vendo o circo pegar fogo e ainda esperam acabar o mandato do espertalhão, para depois pensar em votar no próximo ao invés de arrancarem o cara a força. Reclamar não adianta. O que resolve mesmo é agir.

Anônimo disse...

Vamos privatizar!!! Para que no futuro usufruamos de uma excelente prestação de serviço bem como o de nossas empresas de telecomunicações no Brasil.

Anônimo disse...

Moro na região central que foi privatizada e a falta de energia é frequente, tenho todos os protocolos para comprovar e não temos a quem recorrer!!!