Prefeitura esqueceu de combinar com os russos (o Exército) e obras do viaduto de R$ 69,6 milhões estão paradas há oito meses

- Assim ficará o viaduto em construção. 

A prefeitura de Porto Alegre esqueceu de combinar com os russos, neste caso com o comando do 3º Regimento da Cavalaria de Guarda, Porto Alegre, que não quer saber de ceder 80 metros da sua rica área que possui na avenida Bento Gonçalves, bem pertinho da PUC. A pequena área foi incluída à revelia no projeto de construção do viaduto que ligará a Aparício Borges à Salvador França sobre a Bento Gonçalves.

. O resultado é que as obras foram iniciadas e resultaram paralisadas há oito meses.

. O viaduto faz parte de uma série de obras de mobilidade que estão ocorrendo na Terceira Perimetral, que incluem também o viaduto da Carlos Gomes sobre a Plínio Brasil Milano e as passagens de nível na Anita Garibaldi e Ceará.

. As obras do viaduto começaram em agosto de 2012. Com investimentos no valor de R$ 69,6 milhões, sua conclusão é prevista para maio de 2014. O viaduto terá extensão total de 540 metros, com seis faixas de tráfego. Incorpora estação de ônibus do corredor da Terceira Perimetral.

Uma das alças do viaduto passará junto a uma área que pertence ao Exército, que na região possui o 3º Regimento da Cavalaria de Guarda. Para a continuidade da obra, é necessária a liberação da área por parte do Exército, o que ainda não ocorreu. Na semana passada, o secretário de Gestão, Urbano Schmitt, esteve em Brasília para tratar do assunto, mas de novo não conseguiu nada. As negociações para a liberação já duram seis meses. 

11 comentários:

Anônimo disse...

Deve ser a mesma cavalaria dos tempos da Guerra dos Farrapos! Tudo isto para desfilar a cavalo!



Anônimo disse...

estao certos...

se aqueles índios la no Rio fizeram todo aquele estardalhaço por causa de um prédio em ruínas a que chamavam de "museu", os militares tem o direito de nao ceder uma área que, segundo informa na nota, foi enfiada no projeto sem autorização dos donos...

os ixpertos que fizeram isso estavam contando com o jeitinho brasileiro para passar a perna nos milicos, só pode...

Anônimo disse...

Esse tal de exército não têm nenhuma utilidade prática e ainda atrapalha!

Anônimo disse...

A burocracia é a mais poderosa arma dos burros, dos ignorantes e dos mal intencionados. Quem tem bom senso e espírito progressista faz a burocracia ser reduzida ao mínimo. Se é para o bem comum e eticamente aceitável nenhuma procastinaçao burocrática tem sentido.

Anônimo disse...

esse tal de Exercito eh simplesmente a instituição mais confiável dos brasileiros...

todas as pesquisas feitas dizem isso...

quem não serve pra nada eh o partido da trambicagem...

Anônimo disse...

Se o palanque ambulante, o Apedeuta, soubesse escrever, poderia digitar o discurso em bilhetinhos para alguém ler.

Anônimo disse...

Realmente....

Útil para cidade é um Regimento de Cavalaria (ainda se comabte a cavalo???) que só serve para desfilar no 7 de setembro e para alguns oficiais e familiares praticarem equitação e jogarem polo com dinheiro público.

Tinha que usar não 80 metros, mas sim este latifúndio improdutivo todo!!!!

Anônimo disse...

Exército faz o joguinho do patrão petralha. Tenho pena do Fortunati.

Anônimo disse...

E onde está a Secretaria do Patrimônio Histórico que não ouvi dar um pio sobre esta estrovenga faraônica. E salve São Jorge!

Anônimo disse...

Tem cada idiota.

Anônimo disse...

o tal regimento é uma peça de museu de poa, ou talvez nem para isto sirva, alguem me diga porque temos que sustentar 'cavalos' e a caserna regimental ?