Manuela recebe protesto por manifestação antissemita do editor do site do PCdoB

Em mensagem à deputada Manuela D'Ávila, PC do B/RS, o presidente da Confederação Israelita do Brasil, Claudio Lottenberg, repudia texto de teor antissemita publicado no site do Partido Comunista do Brasil por José Reinaldo Carvalho, editor do site Vermelho. Em seu texto (http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=186305&id_secao=9), Carvalho comenta o anúncio publicado em junho pela Conib na mídia brasileira contra a presença do presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, na Rio+20.

CLIQUE na imagem para ler a mensagem de Claudio Lottenberg.


Bier Markt Vom Fass
Vá conhecer na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Agora, 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina. Cardápio diferenciado.
- Vá também no Bier Markt da Castro Alves 452, três vezes seguidas "A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012). 

14 comentários:

Igor Walet disse...

Gente ela é comunista...e muito inexperiente!!!

Anônimo disse...

POLITICAS NACIONAL

Este ano, uma das principais anomalias da democracia brasileira emergirá com força. A proximidade do julgamento do “mensalão” do PT revela que, dos três pilares da República (Executivo, Legislativo e Judiciário), um não passou pela depuração da hegemonia conservadora oriunda da ditadura.

A democracia tratou de equilibrar a correlação de forças políticas e ideológicas nos Poderes Executivo e Legislativo. Esse efeito benfazejo da democracia, porém, não atinge a terceira perna do tripé que sustenta a República, o Judiciário.

Ainda que a cúpula desse Poder seja designada pelos poderes Executivo e Legislativo através da indicação dos membros do Supremo Tribunal Federal pelo Executivo, com referendo do Legislativo, o resto do corpo da Justiça brasileira ainda sofre os efeitos de décadas a fio de controle conservador das instituições.

O funcionamento da Justiça brasileira, no varejo, mostra seu viés conservador. Da juíza que mandou massacrar milhares de famílias do bairro de Pinheirinho em São José dos Campos para beneficiar um ricaço corrupto às decisões judiciais nos Estados que atendem aos interesses das famílias midiáticas e de seus prepostos, é claro o viés político-ideológico que distorce a Justiça.

Mesmo no Stf, espanta constatar como o julgamento do “mensalão” do PT, de interesse da direita midiática, ultrapassou, temporalmente, o julgamento de escândalos mais antigos (como o mensalão do PSDB mineiro), que se arrastam simplesmente porque a mídia não se interessa por eles.

Bastou a mídia fazer pressão para o julgamento do mensalão ser marcado, ultrapassando ilegalmente casos mais antigos que se arrastam. Aí se tem a demonstração de que mesmo em um Supremo renovado pela indicação de juízes sem vínculos políticos como os indicados pelos governos anteriores ao de Lula, o poder de chantagem da mídia ainda intimida a Justiça.

Na verdade, o que um dos grupos de mídia que mais intimidam o Judiciário noticia é apenas a ponta do iceberg de um imenso movimento de resistência democrática contra o tribunal político em que as famílias midiáticas e os partidos políticos que controlam devem tentar converter o julgamento do mensalão, pois, além da CUT, todos sabem que esse movimento em prol de um julgamento técnico deve açambarcar UNE, MST e outras centrais sindicais.

Com efeito, o julgamento do mensalão será, também, o julgamento da Justiça, pois algumas condenações, se ocorrerem, serão inaceitáveis porque se darão sem prova alguma. Como no caso de José Dirceu, por exemplo, que só pode sofrer alguma condenação se o julgamento for político porque não há absolutamente nada, nesse processo, que o incrimine.

Nas instâncias estaduais da Justiça, então, a situação é espantosa. Desafetos dos barões da mídia sofrem condenações absurdas nas primeiras instâncias enquanto que essa mídia e seus peões são blindados contra qualquer reclamação pelos abusos que cometem.

Na Justiça paulista ou na carioca, por exemplo, qualquer um que enfrente a mídia ou seus tenentes sabe que perderá, passando a ter alguma chance apenas nas instâncias superiores, quando os processos deixam a Justiça estadual.

Recentemente, jornalistas que incomodam a Globo foram condenados em ritos praticamente sumários, com seus processos “andando” em uma velocidade que a Justiça dificilmente exibe e sob decisões escandalosas que dispensam até, pasme-se, produção de provas pelas partes, dando razão, in limine, aos prepostos da família Marinho.

João Felipezzi disse...

Claro que a comunistinha de boutique não irá se manifestar, é demais para ela !!!
Lamentável e despezível o texto do facínora que escreveu no tal "vermelho", merece a lata de lixo da história. Deveria ser processado por incitação ao antisemitismo. e racismo

Aquiles disse...

Quem conhece a verdadeira história (não contada nos livros oficiais) sabe muito bem como o povo judeu foi tratado na antiga U.R.S.S (muito antes do nazismo).

Eram periódica e sistematicamente acusados como responsáveis e culpados pelos constantes desabastecimentos de produtos e outros problemas comuns no socialismo.

Inclusive pela decadência moral e intelectual que se instaurou no período dos czares.

Anônimo disse...

Polibio, trazer um debate destes para eleição Municipal é não querer debater os postos de saúde fechados, a sujeira de Porto Alegre, inclusive com o Fortunati iniciando sua campanha coletando 2 toneladas de lixo que deveriam ser coletados pelo seu DMLU, ruas e parques escuros, trânsito caótico, 1 Milhão de sinaleiras.........................

O artigo não é antissemita, mas sim anti sionista, que tem uma grande diferença, pois antissemita é em desfavor dos judeus, como religião, e anti sionista é em desfavor do Estado de Israel e de suas politicas externas!

Para esclarecimento, nas ultimas eleições em Israel, quase 20% da própria população local votou contra as politicas externas de Israel! Cabe esclarecer para não confundir os eleitores.

Anônimo disse...

Ora! Se não gostas porque apoias!?

Anônimo disse...

Esta é a hora de mostrar todas as facetas dos candidatos e de seus partidos apoiadores.
Onde se viu comunista ter amor à DEMOCRACIA?
Se mostrarem um exemplo de país onde foi implantado o comunista e que seja democrático eu até poderei acreditar.
"Me engana que eu gosto."

Anônimo disse...

É isto que a Ana Amélia e os deputados ruralistas do PP apoiam???

Anônimo disse...

Vai ver ela não sabe nada sobre Marx!

Anônimo disse...

E nada da Manuela explicar isso, né? Me dá vergonha pensar que uma pessoa que tem este tipo de aliados pode vir a ser prefeita de Porto Alegre.

Anônimo disse...

OLA AÍ A ESGOSFERA as 18:10, com o nosso dinheiro a MÁFIA PTRALHA, provavelmente o codinonme DANIEL.

Anônimo disse...

Comunista democrática católica ????? ha ha ha Coisas que só Porto Alegre tem...

Anônimo disse...

Comunista poser.

Anônimo disse...

Os acontecimentos de Gaza, onde sionistas de extrema direita que governam Israel demonstraram mais uma vez sua política genocida, é a maneira mais clara de que Isdrael sob o comando dessa corja, é um perigo real à paz mundial.