Onyx aciona o CNJ para reverter remoção de símbolos religiosos do Judiciário gaúcho

O Deputado Federal Onyx Lorenzoni (DEM) protocolou nesta quinta-feira no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) um pedido de providências contra a decisão do Conselho de Magistratura gaúcho.

. O parlamentar pede que seja revogada a decisão que determinou a remoção de símbolos religiosos dos prédios do Judiciário do estado, que ele considera equivocada.

. Para Onyx, a medida fere a liberdade, discrimina convicções da imensa maioria da população, em benefício de uma minoria.

. No pedido, argumenta que é errôneo o pressuposto de que a laicacidade do Estado deva exigir a extirpação de símbolos religiosos de locais públicos, que estão arraigados na identidade cultural da nação, qualificando a decisão de “cristofobia”.

4 comentários:

Daniel Grudzinski disse...

Onyx se vale da oportunidade de reivindicar por algo, que a comunidade cristã que o elege aprova.

Onyx está errado.

Anônimo disse...

RECONHECIMENTO E GRATIDÃO DOS JUDEUS À SANTA IGREJA CATÓLICA E À SUA SANTIDADE, O PAPA PIO XII: Declarações de alguns judeus: 10 -- Pinchas E. Lapide: "Em um tempo em que a força armada dominava de forma indiscriminada e o sentido moral havia caído ao nível mais baixo, Pio XII não dispunha de força alguma semelhante e pôde apelar somente à moral; se viu obrigado a contrastar a violência do mal com as mãos desnudas. Poderia ter elevado vibrantes protestos, que pareceriam inclusive insensatos, ou melhor proceder passo a passo, em silêncio. Palavras gritadas ou atos silenciosos. Pio XII escolheu os atos silenciosos e tratou de salvar o que poderia ser salvo." [Pinchas E. Lapide, historiador hebreu e consul de Israel em Milão, em sua obra "Three Popes and Jews" (Três Papas e os Judeus), Londres 1967; ele calcula que Pío XII e a Igreja salvaram com suas intervenções 850.000 vidas]. Íntegra no site: " Deus lo Vult! ", texto " Sobre espiritismo e catolicismo "

Grato, caro Políbio!

Almirante Kirk

Anônimo disse...

Boa a sugestão que anda circulando POR AÍ, em se acabar também com os feriados "SANTOS" no Judiciário, Legislativo e Executivo.

Não basta destronar Jesus das paredes. Que se faça então o serviço completo !

Acabem também com os feriadões, tipo a Páscoa agora, e TRABALHEM todos na sexta-feira da paixão, dita Santa !

Certidão de casamento na Igreja, também não vale mais, prá nada viu ...

Só que ver ... aha, aha !!!

Aquiles disse...

Começou a melhorar no meu conceito este deputado.