Inflação de aluguel subiu 5,1% em 2011 no Brasil

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), utilizado como base de cálculo no reajuste de aluguéis, encerrou dezembro com deflação de 0,12% ante uma alta de 0,5%, em novembro. O levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV) mostra que, no acumulado do ano, a taxa subiu 5,1%.

. O resultado de dezembro foi influenciado por um dos três componentes da taxa, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que apresentou variação de -0,48%, com destaque para as matérias-primas brutas, que tiveram queda de 1,98%.

2 comentários:

Anônimo disse...

É! Quem mora de aluguel em Brasília sabe que as imobiliárias irão querer mais que isso de reajuste; se não aceitar? Rua! Com a falta de imóveis, mesmo sem qualidade de moradia, a disputa é grande, infelizmente.

Anônimo disse...

Políbio, quanta imbecilidade.

Quem foi que começou a falar em IGP como inflação do aluguel ?

Só com muita burrice ou má fé, ou os dois juntos, para largarem aos quatro ventos esta idiotice.

IGP é um índice que mensura a inflação passada e é calculada pela FGV.

Dizer que é do aluguel, só para os ignorantes.