Artigo, Alex Fiuza de Melo - Enredo de um golpe anunciado: Os 4 planos do mecanismo

- Alex Fiuza de Melo é professor. (CLIQUE AQUI para examinar seus títulos). E este material é do Jornal da Cidade on Line.

Não há coincidências em política – dizia Tancredo Neves. O que acontece é quase sempre combinado. Previamente planejado, armado, calculado. Por vezes, com maior ou menor nitidez, nos lampejos mais tangíveis dos atores em cena – ou, como regra comum (longe do olhar da plateia), nos caixilhos mais velados dos inacessíveis bastidores, onde nem todos os personagens da montagem (por vezes os principais) se dão a conhecer. Nesse espaço, o acaso não é (nunca foi) a generalidade.

A desqualificação dessa premissa, sob o falso argumento (muito utilizado por acadêmicos de gabinete) de que não se deve dar crédito a, assim ditas, “teorias da conspiração” – como se maquinações não existissem em grau muito mais acentuado (e sórdido) do que é capaz de imaginar a nossa vã (e ingênua) “filosofia”...

CLIQUE AQUI para ler mais.

3 comentários:

Anônimo disse...


os DERROTADOS DE 2018 até hoje não aceitaram a "porrada" eleitoral que levaram do Bolsonaro e pelo que tudo indica vão levar uma "porrada" maior neste ano, basta citar as milhões de pessoas no 07 de setembro e a economia cada vez melhor

Anônimo disse...

Golpe foi em cima da Dilma. Só agora o MPF reconheceu que não houve Crime nas tais "pedaladas fiscais".

Diferente da Dilma, "inominável" começou o mandato e vai terminar e ainda concorrer a reeleição com "risco" de ganhar, graças ao Presidente da Câmara dos Deputados está sentado encima de 145 pedidos de impedimento, talvez seja por causa do "orçamento secreto", que o Presidente da Câmara já abocanhou 350 milhões.

Só no mês de Setembro o governo do "inominável" liberou um novo repasse de R$ 3,5 bilhões do Orçamento para as emendas parlamentares de relator, chamadas de orçamento secreto.....

Chico Villis disse...

A bem da verdade o povo estava farto, e continua farto, de ser vítima sem de uma esquerda danosa, sem alternativa para decência.
Bolsonaro com formação acadêmica e pós graduação militar, quase trinta anos de vida parlamentar, mostrando atividades comuns às pessoas de bem, defendendo e promovendo a família, a integridade pessoal, a honra, o patriotismo, a razão, a lucidez política e humana. Demonstrou CORAGEM na luta contra as aberrações movimentadas pelos fantoches da esquerda vassala, não raro voz isolada, sendo um sem número de vezes aplaudido pelos seus pares.
Nada de extraordinário, o povo o vê como o alferes, o empunhador de sua bandeira.
Desse exemplo, dessa semente, muitos estão progredindo.