Hospital de Bento Gonçalves pede que familiares não façam visitas a pacientes internados

A medida é por conta do aumento da contaminação do vírus chinês. Neste momento, o Hospital Tacchini, em Bento Gonçalves, opera acima de sua capacidade com mais de 100% de ocupação dos leitos de UTI. “Também temos aumento da demanda ao pronto socorro, internações e casos graves”, diz a nota. 

5 comentários:

Anônimo disse...

Prezado Polibio. Te decide qual lado você esta. De um lado criticas a RBS por alarmar o crescente numero de casos de covid19 por outro escreve que existem hospitais trabalhando na capacidade máxima para pacientes com covid19. Quem tem a razão. Afinal a covid19 para você existe ou não.

Anônimo disse...

Em São Paulo segue a fila da morte.
Idosos, a maioria portadores de demência senil, fazem fila para receber uma dose de VaChina.
Daqui a 20/ 30 dias, teremos mais mortes e internações (ou tentativas) nas U.T.Is. já superlotadas.

Os familiares não percebem??? Ou não querem perceber???

Vacina da Pfizer! Já. Pelo que pagamos de impostos, temos direito de EXIGIR a melhor!
Não queremos venenocina chinesa!

Anônimo disse...

Tem a de Oxford do Bozo baratinha

Anônimo disse...

Reclama pro Bolso, ele que não quer comprar da Pfizer...

Anônimo disse...

"Vacina da Pfizer! Já..."
Não era que a vacina chinesa era uma maravilha?
E a da Pfizer, aquela que precisa ser mantida a -70 oC e estraga assim que tirar do nitrogênio?

É o tratamento precoce, companheiro. É o mais seguro para evitar ser internado. Em S Paulo o Doria boicota o tratamento precoce.