Porto Alegre recorre da suspensão das aulas presenciais

O prefeito de Porto Alegre recorreu, nessa sexta-feira, da decisão judicial que suspendeu as aulas presenciais de alunos da rede municipal de ensino, até então permitidas aos alunos da Educação Infantil e séries iniciais, seguindo protocolos do distanciamento controlado por causa do vírus chinês. 

Na última quinta-feira, a justiça determinou a suspensão das aulas presenciais nas escolas municipais de Porto Alegre, enquanto estiver vigente a bandeira preta na região, "independentemente de eventual flexibilização de protocolos". As informações são do JC.  

5 comentários:

Anônimo disse...

o Prefeito Mello começou a se perder no bom senso.

Anônimo disse...

Depois que apareceu o Coronachina ninguém mais morreu de outra doença? Tem um vídeo do Guilherme Fiuza que demonstra que várias doenças tiveram uma redução drástica em 2020 em relação à 2019, isso deixa a impressão que gente que estava com Coronavírus morreram de outras doenças e entraram na conta do Coronavírus. Aos poucos vamos descobrindo a verdade.

Anônimo disse...

Corta os salários. Um ano recebendo sem trabalharem. Acorda RS.

Anônimo disse...

"Contribua com a sua família, contribua com a sua VIDA pra salvar a economia do município de Porto Alegre" Palavras do prefeito bolsonarista Sebastião Melo. Vamos lá bolsopatas, obedeçam...

Anônimo disse...

ator canastrão nunca administrou nada na vida porto alegre merece