PGR ataca censura judicial à revista de web Crusoé

A Procuradoria Geral da República (Ministério Público) apresentou parecer favorável ao pedido da revista de web Crusoé, tudo para derrubar a censura de uma reportagem publicada em julho sobre a PEC da 2ª instância. 

A revista é do blog O Antagonista.

O caso está no STF.

Em agosto, a Justiça de Brasília, a pedido de Bia Kicis (PSL-DF), mandou cobrir o nome da deputada no texto, em trecho sobre as dificuldades no Congresso para aprovar a proposta.

Em setembro, uma liminar de Rosa Weber suspendeu a censura. Ontem, a PGR enviou um parecer ao Supremo a favor da confirmação da decisão no plenário.

CLIQUE AQUI para ler o parecer da PGR.

6 comentários:

Anônimo disse...


Sou absolutamente contra a censura. Publiquem o que quiserem mas RESPONDAM JUDICIALMENTE pelas fake news. O que falta é apenas isso: enquadrar os mídias na justiça pelas noticias e narrativas falsas.

Anônimo disse...

A prisão, após condenação em segunda instância, tem de ser aprovada logo!

lucia maria disse...

O Antagonista aprova censura ,chama jornalistas e ativistas de direita de blogueiros,intrigam e fazem falsas notícias sem se retratar .
Estão provando do próprio veneno.
Esse blog,o Antagonista,aprova o inquérito do fim do mundo,mesmo sabendo que nada consegue provar.
Esse blog o Antagonista,é imprensa amestrada.

Anônimo disse...

Só o STF pode praticar censura, os outros não...

Anônimo disse...

E desde quando uma deputada bolsonarista é responsável ou não por pautar qualquer PEC na Câmara Federal comandada pelo botafogo?

Anônimo disse...


Censura é censura, e não adianta chamar de fake new, de atos antidemocráticos ou outro nome fantasia, só que o antagonista quando foi censurado naquela famosa reportagem "do amigo, do amigo do meu pai", botou o rabinho entre as pernas e agora perdeu a moral pra reclamar.