Melnick estreia na Bolsa com movimento de R$ 700 milhões

 A incorporadora gaúcha Melnick acaba de fazer estreia na Bolsa, no mercado B3 e movimenta mais de R$ 700 milhões no primeiro dia. Valor precificado de R$ 8,50 por ação ficou dentro da faixa desejada.

A Melnick, líder no mercado imobiliário no estado do Rio Grande do Sul, estreou na bolsa, com o ticker MELK3, nesta segunda feira , no ano de comemoração do seu cinquentenário, tornando-se a primeira incorporadora da região sul com capital aberto no novo mercado.

A janela de IPOs (oferta pública de ações) do terceiro trimestre de 2020 foi marcada pela volatilidade, cancelamentos, e reduções de expectativas. A Melnick, foi a primeira incorporadora do país, após o cenário da COVID-19, precificada dentro da faixa desejada. O free float (disponível a mercado) da companhia será de 40,4%, sendo vendido 35,1% de primaria e 5,3% de secundária em uma oferta que movimentou R$ 714 milhões, com demanda superior a 4 vezes a oferta para o mercado.  

Segundo Leandro Melnick, presidente do conselho administrativo da empresa 

CLIQUE AQUI para ler muito mais.

4 comentários:

aparecido disse...

Bolsa brasileira.. lugar de trouxa perder dinheiro....Eike batista morre de rir dos trouxas que o enriqueceu......só a bolsa americana é confiável.. lá qualquer golpe o autor come cana brava sem dó e sem 1/6 da pena como aqui.. cana integral dentro da cela.... e sem $TF para um habeas salvador....

Murilo disse...

Uma coisa eu aprendi faz anos, meu dinheiro cuido eu ...

Anônimo disse...

Donos de terrenos COBREM CARO E A VISTA pois sao as incorporadoras que dependem d vcs nao o contrario.

Que belo negocio:

Ficam com os terrenos, SEM OS QUAIS NAO FATURAM NADA, e de cara já desovam na mao do dono do terreno de 10 a 20% dos aptos pelo preco de venda...

Brazil: pais de troxas

Ultra 8 disse...

Judeus ladrões!