Lentidão da PEC da Previdência derruba a Bolsa

O dólar teve nesta sexta-feira o quinto dia seguido de queda e acumulou baixa de 2,09% na semana, a maior desvalorização semanal desde maio. O dólar à vista fecha em baixa de 0,34%, a R$ 3,7382.

De outra parte, o Ibovespa encerrou o pregão perdendo a marca dos 104 mil pontos e revertendo os ganhos acumulados em uma semana. O índice Bovespa fechou em queda de 1,18%, aos 103.905,99 pontos.

O pregão da Bolsa foi influenciado pela lentidão da votação da PEC da Previdência, o que demonstra pouca disposição dos deputados para promover o ajuste das contas públicas e com isto favorecer a retomada do crescimento econômico.

3 comentários:

Anônimo disse...

Ford começa a dispensar 750 funcionários da fábrica de São Bernardo, no ABC.

Parabéns Moro, pela destruição da economia brasileira.

Parabéns Bolsonaro, por estar a mais de 6 meses no governo sem ter feito nada pela retomada da economia e dos empregos, além de procurar comunistas e xingar o PT.

elias disse...

8:35
Obrigado petralha pelos 16 anos de roubos e corrupção,acobertados pela midia comprada e mentiras diárias .
Em especial pela divida interna,de 800 bilhões em 2002 quando o luladrão assumiu,e hoje com 4 trilhões,quando sua quadrilha foi tirada do poder.

Anônimo disse...

16 anos de petralhas arruinando o país, e o sujeito pensa que 6 meses de Bolsonaro é que fizeram as fábricas fecharem... mais alfafa por favor, nosso amigo tá mal alimentado.