JN defende Miriam Leitão, mas admite que ela participou da luta armada contra o governo militar

O Jornal Nacional de ontem tirou nota para criticar o presidente Bolsonaro, que em café da manhã com jornalistas estrangeiros, no Planalto, passou informações sobre a jornalista Miriam Leitão.

O presidente falou sobre a jornalista, ao ser perguntado sobre o veto que ela sofreu por parte da Feira do Livro de Jaraguá do Sul, SC.

O que disse Bolsonaro:

1) Convites e desconvites são prerrogativas de qualquer evento.
2) Miriam Leitão mentiu quando disse que foi torturada pelos militares ao ser presa por integrar o grupo de militantes comunistas, PCdoB, que tinha assumido a luta armada, inclusive no Araguaia.

O JN disse que quem mentiu foi Bolsonaro, admitiu que sua jornalista foi militante do PCdoB, mas que ela "só fazia propaganda".

Pois é.

27 comentários:

Mordaz disse...

Em todo o caso Bolsonaro errou ao não pedir respeito aos adversários em eventos. A discussão não era o golpe de 64 e sim o direito de manifestação. Não era para ser igual ao PT que ele foi eleito.

Anônimo disse...

Se ela nunca esteve no Araguaia, e o próprio exército admite que ela foi torturada(teve até cobra com o nome dela), então quem mentiu foi o Bolsonaro. O que disse Bolsonaro:Miriam Leitão mentiu quando disse que foi torturada pelos militares, que tinha assumido a luta armada, inclusive no Araguaia.
Impressiona a capacidade de mexer em feridas velhas e fazer inimigos desnecessariamente.

Anônimo disse...

Quem ainda assiste JN????
O povo sabe a verdade. Sabe quem são os mentirosos e tendenciosos! A Globo ainda não entendeu isso!!? Com essas ações essa emissora só aumentará o apoio ao Bolsonaro.

Anônimo disse...

O que disse Bolsonaro:
- Miriam Leitão mentiu quando disse que foi torturada pelos militares ao ser presa por integrar o grupo de militantes comunistas(exército admite que ela foi torturada),que tinha assumido a luta armada, inclusive no Araguaia( Ela nunca esteve no Araguaia). Portanto quem mente é o Bolsonaro.

Anônimo disse...

Enquanto o país não expulsar essa esquerdalha sem-vergonha não vai sair do lugar ! Agora vem os comunistas do Nordeste que só fazem andar de marcha à ré e meter o sarrafo no Bolsonaro e o querem impedi-lo de dizer a verdade sobre os mesmos, os quais notoriamente trabalham na esperança do "quanto pior, melhor !". Quando esculhambam e chamam de louco o Bolsonaro, sem um mínimo de respeito pelo menos ao cargo a que ele foi majoritariamente eleito, acham ser isto um direito da democracia e quando o Bolsonaro faz o mesmo em retribuição, então não é democrático, ou seja, melhor seria, muito mais proveitoso para o país, aposentar pela força toda essa corja de maus brasileiros, melhor pagar e aposentar esses 33 % de gentalha !

Gilson disse...

Leitão, para mim, só assado sobre a mesa. Essa é mais uma petralha que mente descarada-mente, impune-mente!

Anônimo disse...

Quanto mais o Bozo fala, mais merda sai pela boca.

Paulo Vendelino Kons, de Brusque/SC disse...

Sua excelência o Senhor FATO HISTÓRICO, PROVADO E COMPROVADO, confronta dona Miriam, a senhora Globo e a família Frias:

Manchete da Folha/Uol de hoje: "Globo lê no JN nota de repúdio a Bolsonaro por fala sobre Miriam Leitão".

Mas afinal, qual é A VERDADEIRA HISTÓRIA da dona Miriam Leitão?

Informa candidamente dona Miriam Leitão, em sua biografia oficial, que “em 1972, quando estava grávida, foi presa e torturada física e psicologicamente pelo regime militar no Brasil por ser militante do Partido Comunista do Brasil.” (https://pt.wikipedia.org/wiki/Miriam_Leit%C3%A3o)

Mas Dona Miriam Leitão, que foi detida em 1972 por agentes da Polícia Federal, em Vila Velha (ES), esquece que ela facilmente identificou os agentes da lei por força de suas atividades subversivas a serviço do PC do B, sob o codinome de "Amélia", dentre elas a de "guardar os rostos" do inimigo.

Sua prisão, junto com a do seu namorado, segundo ela própria, não foi, portanto, "um engano", havia razões para isto, tanto que o seu codinome já era conhecido pelos órgãos de segurança.

Dona Miriam Leitão também se esqueceu que, em dezembro de 1972, mais de cem pessoas foram assassinadas pelos terroristas, 300 bancos foram assaltados pelos “pacíficos ativistas”, como Dona Miriam Leitão, 300 militantes comunistas haviam sido enviados para cursos de terrorismo na China e em Cuba, vários quartéis haviam sido assaltados para roubo de armamento, três diplomatas haviam sido sequestrados, militares estrangeiros haviam sido friamente assassinados, vários atentados à bomba haviam sido executados - dentre eles o do Aeroporto dos Guararapes e o ataque ao QG do II Exército - e que a Guerrilha do Araguaia - comandada, patrocinada e mobiliada por agentes do PC do B - estava em curso de operações, é fácil concluir que a militância da jovem jornalista e de seu namorado nos quadros do partido os enquadrava na categoria de agentes do terrorismo.

Se considerarmos, ainda, o modus operandi do recrutamento dos comunistas para as Forças Guerrilheiras do Araguaia (FOGUERA), podemos, sem medo de errar, admitir que os dois jovens detidos naquele dezembro de 1972 estavam, no mínimo, sendo preparados para reforçar os efetivos da guerrilha.

No entanto, a julgar pelo que se sabe das ações e dos objetivos destrutivos dos militantes e da organização às quais, à época, se aliou - não menos desprezíveis do que as que diz ter sofrido sob a custódia de agentes de segurança -, é de se esperar que complemente seu valor pessoal com a humildade para admitir sua participação, qualquer que tenha sido, nas práticas terroristas que deram motivo e razão para a guerra da qual se diz vítima.

Confessar, agora, sem pressão, por amor ao Brasil e à liberdade, que apoiava o terrorismo e que queria para nós o que os irmãos Castro e o "Chancho" Guevara impuseram a Cuba e pedir desculpas por isto aos brasileiros, daria a todos nós, aí incluídos seus filhos e netos, dona Miriam Leitão, muito mais "segurança no futuro democrático do país".

O choro da família Marinho se justifica. Apenas a TV Globo (sem considerar os muitos bilhões de recursos públicos destinados, de 2003 à 2015, à Cbn, jornais O Globo e Extra, Globo News, revista Época e outras braços midiáticos dos Marinhos) recebeu R$ 6,2 bilhões de publicidade federal com a turma do presidiário de Curitiba no Planalto. Os ataques ao presidente da República vão aumentar, pois as tetas secaram.

Já a família Frias, da Folha de S. Paulo/Uol, estão tentando “se redimir”: os veículos da Folha foram emprestadas às forças de repressão do governo militar para prender os terroristas companheiros de dona Miriam Leitão.

ENTENDERAM, OU PRECISAMOS DESENHAR?

Anônimo disse...

Bolsonaro precisa esquecer de 1964. Ficasse só na parte que convite e desconvite faz parte do mundo de eventos. Falta perícia política a Bolsonaro e já está cansando tanta bobagem que ele fala.

Mardição disse...

O Brasil só vai ser um país próspero quando o exército tomar o poder, fechar o STF e prender toda essa turma da esquerda, políticos, artistas, reitores, MST, MTST, CUT e por aí vai. É urgente uma limpeza ou vamos remoer sobre um futuro que nunca chega.

Anônimo disse...

Bolsonaro só diz a verdade e isto dói nas retrógradas, mamadoras do dinheiro público, corruptas, radicais e fascistas esquerdas. O Nordeste é um atraso para o progresso do Brasil enquanto for governado pelos que detém o poder há décadas. O povo de lá é na média muito ignorante e muito manipulável , e não é só pela pobreza não, é pelo levar vantagem em tudo subentendido, não pensam no crescimento do Brasil como um todo, mas mamam fartamente dele e vejam o que é ainda o nordeste apesar de consumir a maior parte dos impostos do resto Brasil . A reforma constitucional é obrigatória para colocar todos os brasileiros em igualdade, somente isto, onde o bom é tratado bem e o mau terá os rigores da lei, se necessário até com pena de morte. Quanto à Miriam Leitão sugiro beatificação dela kkkkkkkkk

Anônimo disse...

Quem disse que ela foi torturada?? Quem disse que outros esquerdistas foram torturados? Pessoas neutras e que queriam o real bem do lado decente do país?

Anônimo disse...

Bozo é a mãe! Depois, Miriam Leitão era terrorista, sim. E estávamos numa guerra contra os comunistas! Hoje todos são bonzinhos e "lutavam pela democracia", com direito a milhões em indenizações. São uns mentirosos. Lutaram, assaltaram bancos, invadiram delegacias para roubar armas e mataram soldados na porta dos quartéis. Perguntem a quem viveu a época e não a jornalistas esquerdistas!

Anônimo disse...

Bolsonaro está mexendo mesmo com os simpatizantes e beneficiários comparsas do partido-quadrilha! O blog do Polibio é testemunha deste ranger de dentes!

Anônimo disse...

Hehehe!Para isso que eu votei no Bolsonaro. Zé Carlos.

Chico Valente disse...

Não ter ido ao teatro de operações não quer dizer que não participou. Quem trama um crime, criminoso é.
A dita cuja participou, agiu e tramou diretamente, e muito.
Agora a psudo vítima e a sua dona eletrônica querem fazer crer houve truculência por parte de alguns, como se na guerra inimigos devem ser tratados com pétalas de rosas.
A rede grobo age como se em tempos de guerra os lesa pátria, traidores e sabotadores são inocentes enquanto o inimigo ainda não chegou.
Se o inimigo chegar e os sobreviventes carregarem sobre os falsos e traidores, os manipulados pelos agentes das trevas dirão que o que falaram antes era só brincadeirinha...
A rede grobo e seu contexto querem os brasileiros em fila no interior do brete. E ensinam as pessoas para esta situação.

Anônimo disse...

Tantos foram mandados embora do país, FHC, Serra, artistas...se ela só fazia propaganda, distribuía panfletinho, porque foi torturada então?

Anônimo disse...

E a mamãe já saiu da zona?

Anônimo disse...

A porcona, mais feia que a dilma canhão, devia ser deportada para cuba que a pariu! Aliás, essa militonta suína, se não fosse mercenária cubana, não teria lugar em nenhum veículo de comunicação! Não tem atributo nenhum e jamais seria convidada pra teste de sofá!

Anônimo disse...

Até a dilma, disse que não participou da luta armada, que só fazia propaganda. O ex-presidente uruguaio Mojica, TB AFIRMOU QUE NÃO PARTICIPOU DA LUTA ARMADA.

BANDO DE COMUNISTAS SAFADOS, DEPOIS DO QUE FIZERAM NO BRASIL, HOJE SE FAZEM DE INOCENTES. Eles não mataram ninguém, não sequestraram ninguém, não soltaram bombas em quartéis, em bancos,em aeroportos, foi tudo culpa do regime militar. TENTEM NOVAMENTE FAZER ISSO, PRÁ VEREM COMO FICARÁ ESSA DROGA DE PAÍS. A Venezuela está completamente acabada como nação, tudo por culpa dos comunas amigos do PT.

Andre Rodrigues disse...

Boa pergunta, amigo! Ela pode não ter ido para o Araguaia, mas que tipo de propaganda ela fazia no PCdoB? Tem coisa mal explicada aí.

Anônimo disse...

MAS COMUNISTA TEM QUE SER TRATADO TAL QUAL ELE TRATA OS DEMAIS!

Anônimo disse...

MITO NÃO MENTE! TODO COMUNISTA MENTE A VIDA INTEIRA!

Anônimo disse...

COMUNA BABACA E JUMENTO SÓ EMPALANDO!

Anônimo disse...

JUMENTO! TEU CHIQUEIRO TEM ESTRUME COMO DCM, OPERA MUNDI, SUL 21 OU 247! VADE RETRO.

ALMANAKUT BRASIL disse...

Nem a sucuri quer mais saber dessa Amélia.

Anônimo disse...

Aos limpinhos que acham que militantes esquerdistas devem ter espaço e não serem boicotados, como no caso da vulgo Amélia, peço que façam um exercício:

- Onde estavam todos os profissionais de imprensa, colunistas, cronistas, especialistas, repórteres, jornalistas, comunicadores, e tantos outros, quando, por anos, pessoas de direita (conservadores ou liberais) foram PROIBIDAS de palestrar, se apresentar, ou simplesmente, adentrar em escolas/universidades? Aliás, por muitas vezes, sendo expulsas com agressões físicas, inclusive.

- Aos que estão dizendo que não devemos ser como o pt "ao contrário", peço que faça o seguinte: Entre em uma universidade com uma camisa amarela com a estampa do rosto do Bolsonaro. Vamos ver o que vai acontecer... peça para assistir ao filme do Brasil Paralelo "1964" em uma das aulas de humanas.. ou então o filme "O jardim das aflições" pra ver o que acontece...

- E pra finalizar: Aos isentões e da direita "limpinha", vocês têm que entender uma coisa, estamos como se fosse numa briga. A diferença é que vocês querem que briguemos nas regras do boxe, sem golpes baixos, com luvas de proteção e sem golpes na nuca. Enquanto isso, a esquerda utiliza a briga de rua, com direito à garrafada, soco inglês, faca, chutes, bastões, e não está nem aí para regras.

Entendam... se continuarmos a tentar fazer uma "luta" limpa com a esquerda, vamos perder! Aliás, eles estão nos vencendo faz anos... ACORDEM