Sigilo nos dados sobre cálculos da PEC da Previdência açula lulopetistas e seus aliados do Centrão

Se foi um bode na sala, o fato é que os lulopetistas e seus aliados fisiológicos centristas aproveitam para fustigar a PEC da Previdência.

Rogério Marinho, secretário da Previdência, avisou hoje que os dados que o ministério da Economia usou para formular a PEC permanecerão sob clausura, pelo menos até que o caso vá para a Comissão Especial, onde será examinado o mérito.

O governo imaginou que seria melhor não fornecer os dados agora, já que a CCJ discute apenas a constitucionalidade da proposta, sem entrar no mérito, embora esteja fazendo isto.

Esta tarde, soube-se que Marinho já recuou um pouco e prometeu liberar os dados para os líderes partidários, quinta, sob reserva, o que parece estranho, porque político algum mantém reserva sobre nada - menos quando se trata de proteger interesses próprios.

29 comentários:

Anônimo disse...

Tá na cara que o governo não possui dados de nada e o Paulo Guedes inventou essa história de economia de trilhao para favorecer os fundos de seus amigos e testas de ferro do mercado financeiro.

Anônimo disse...

Paulo Guedes o MAIOR MENTIROSO DO BRASIL!!!!

Anônimo disse...

O que o governo Bosonaro e seus filhos querem esconder?
O tão cantado déficit? Existe? Agora estou em dúvida. Acho que o Paim tem razão.
Que outra coisa o governo quer esconder a não ser o déficit?

Anônimo disse...


postergar
[postergar]
VERBO

deixar de preferir; preterir, desprezar

não fazer caso; desprezar, menosprezar
" "

deixar de cuidar de; negligenciar, descuidar
" "

Anônimo disse...

Acessar esses cálculos não muda a reforma. Daqui a pouco vão pedir para examinar o cocô do Paulo Guedes.

Anônimo disse...

Prezado editor.
Todos estão preocupados com esse sigilo.
Todo trabalhador independente de ideologia partidária.
O editor defende o sigilo?
Viva a caixa preta do Guedes, Bozo e do Antílope.

EU ACUSO! disse...

Querem enfiar goela a baixo a "reforma mata velho".

Anônimo disse...

Pois o governo devia usar esses dados para articular a avaliação pela CCJ da PEC, se os corr...., digo, deputados querem saber, que parem de obstruir e aprovem de uma vez ou não. "BRASIL ACIMA DE TUDO"

Anônimo disse...

Governo negou nove vezes acesso a dados sobre a reforma da Previdência:

O Ministério da Economia negou ao menos nove vezes o acesso de cidadãos a documentos, pareceres e estudos que embasam a proposta da reforma da Previdência, encaminhada ao Congresso Nacional em fevereiro; em uma das justificativas, a coordenadora-geral de Assuntos Previdenciários da PGFN, Thaísa Juliana Sousa Ribeiro, diz que as informações têm "alta sensibilidade política e econômica" e sua divulgação "pode afetar inclusive os mercados"; para diretor-executivo da ONG Transparência Brasil, Manoel Galdino, medida não têm embasamento jurídico...

22/04/2019 - Brasil 247

Anônimo disse...

Maia diz que reforma da Previdência só avança após fim de censura a dados:

Durante evento em Lisboa, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, foi claro: a Comissão Especial sobre a reforma da Previdência só vai começar a trabalhar quando o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, retirarem a censura dos dados que deram origem à proposta; "Isso vai ter de estar aberto no dia da instalação da Comissão Especial. Esses dados precisam estar abertos, ou não tem como começar a trabalhar", disse...

22/04/2019 - Brasil 247

Anônimo disse...

Impressão é que o Brasil é dirigido por um maníaco, diz Financial Times:

Por meio de um editorial intitulado "A promessa e os perigos do Brasil de Bolsonaro", o jornal britânico Financial Times ressaltou que "os tuítes e pronunciamentos de Bolsonaro arriscam criar a impressão de que o Brasil é agora dirigido por um maníaco que ataca gays, odeia árvores e ama as armas, que é nostálgico dos dias de ditadura militar". Apesar das críticas, o FT pede que o mercado financeiro ajude a defender o neoliberalismo da equipe econômica e o projeto de reforma da Previdência elaborado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes...

22/04/2019 - Brasil 247

Anônimo disse...

Partido de Bolsonaro é aglomerado de egos com nível intelectual sofrível, diz investidor internacional:

"Eu dizia que nessa renovação cresceu o PSL, um partido que não é um partido, mas um aglomerado de egos com nível intelectual sofrível. O presidente da Câmara encarna a essência da política velha. O do Senado é um ilustre desconhecido. A que ponto chegou o país?", indaga o brasileiro Lawrence Pih, que em 2015 vendeu o moinho Pacífico, um dos maiores processadores de trigo do Brasil, para a Bunge...

22/04/2019 - Brasil 247

Anônimo disse...

Sigilo na Previdência esconde barbárie contra trabalhadores:

"É preciso conhecer-se nos pormenores os alardeados 'privilégios' do Regime Geral que o governo promete eliminar, assim como é preciso saber de onde virá o R$ 1 trilhão que Paulo Guedes e Wall Street pretendem desviar para o capital financeiro em 10 anos – que, sabe-se, será roubado dos pobres, dos beneficiários do BPC e dos idosos", diz o colunista Jeferson Miola....

22/04/2019 - Brasil 247

Anônimo disse...

Frustração com Bolsonaro cria consenso sobre ano perdido na economia:

O ambiente de incerteza e crise política criado pela incapacidade política do governo e sua crescente perda de apoio está levando o setor empresarial brasileiro a uma certeza: o ano está perdido para a economia e a expectativa de crescimento é cada vez menor; especialistas consideram que a economia brasileira caminha para registrar mais um ano perdido; o crescimento ficará próximo de 1%, indicam especialistas e as previsões feitas por instituições financeiras nas últimas semanas...

22/04/2019 - Brasil 247

Anônimo disse...

Governo diz que quebrar sigilo da Previdência afetaria mercados e tramitação:

​ 22 abril, 2019 - DCM

Do UOL:

O Ministério da Economia negou ao menos nove vezes o acesso de cidadãos a documentos, pareceres e estudos que embasam a proposta da reforma da Previdência, encaminhada ao Congresso Nacional em fevereiro.

As negativas estão no portal de buscas de respostas da LAI (Lei de Acesso à Informação), no qual é possível consultar respostas do governo aos pedidos de acesso. Nelas, o governo diz que o sigilo é crucial, entre outros motivos, para não ocorrer “interpretação equivocada” da reforma e para que a divulgação não “afete os mercados” nem “a tramitação no Legislativo”.

O sigilo foi revelado em reportagem da Folha de S.Paulo. Na resposta ao pedido de acesso feito pelo jornal, o governo usou como justificativa para o sigilo o fato de os documentos supostamente possuírem “caráter de ato preparatório”.

(…)

Em 4 de abril, um dos pedidos de informação encaminhados solicitava acesso ao “Relatório de Análise de Impacto Regulatório” e ao “parecer jurídico da PGFN do Ministério da Economia” sobre a reforma.

O pedido foi negado. A resposta, assinada pela coordenadora-geral de Assuntos Previdenciários da PGFN (Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional), Thaísa Juliana Sousa Ribeiro, diz que as informações têm “alta sensibilidade política e econômica” e sua divulgação “pode afetar inclusive os mercados”.

(…)

Anônimo disse...


Não foi bem assim...


Pesquisa o que o Rodrigo Maia falou!

Anônimo disse...

ainda estes velhascotos

Anônimo disse...

QUERO VE TODO PT INDO PRESO

Anônimo disse...

Ridícula a postura desse blog de quinta.
Votei em Bolsonaro, mas nem por isso deixo de querer saber o que vai ser feito com minha aposentadoria, de onde vai sair o dinheiro, etc.
Já começo a ficar com o pé atrás... Se é bom porque esconder dos interessados (leia-se o povo brasileiro)?

Milton disse...

Mais um pelego ou funcionário público que quer que o país se exploda

Anônimo disse...

Governo diz que dados sobre reforma são públicos, mas não explica motivo de sigilo:

Nota do Ministério da Economia diz dados que embasam a reforma da Previdência são públicos, mas esquece de explicar porque o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) insistia em manter sigilo sobre as informações; "Cabe ressaltar que tamanho nível de transparência nunca foi observado em nenhuma das discussões de alterações de sistema previdenciário em governos pretéritos", diz a nota....

22/04/2019 - Brasil 247

Milton disse...

Pelego

Milton disse...

Quem.mata velho e a ideologia do atraso que acabou com o país. Essa gente é muito cara de pau

Milton disse...

Polibio. Pq vc permite que dementes publiquem cópia/cola de lixos como brasil171?

Anônimo disse...

Pelo visto os robos ptistas e afins do copiar colar materias irrelevantes voltaram a ser contratados, mesma cadencia de mensagens de antes da derrocata do andrade pelo Presidente.

Anônimo disse...

quem é o antilope?

Anônimo disse...

Tem alguém no PT que entenda cálculos? O ministro da fazenda do lula era médico e só seguiu a política do FHC.

Lembro que, no dia que Collor lançou seu famoso plano, Mercadante (na época o principal economista do partido) deu uma entrevista aprovando-o, só fazendo restrições que não continha nada referente ao câmbio. Só.

O plano Collor deu no que deu.

Anônimo disse...

Que existe o déficit, existe!
Mas eu acho que os motivos é que estão ocultos.
O déficit foi gerado pelo DESEMPREGO.
Sem emprego ...sem contribuição previdenciária...
Sem isso...deficit
Mas o governo poderia abrir o jogo!

Anônimo disse...

Sou a favor da reforma mas, esses cálculos, devem estar manipulados.
Num primeiro momento vai haver uma enxurrada de aposentadorias.
Conheço gente de 46, 47, 53 anos (todos funcionários públicos) que já asseguraram sua aposentadoria. Onde o governo vai economizar? No futuro sim, agora só vai aumentar gastos.