Novo adiamento de admissibilidade na CCJ pode comprometer rito de votação da PEC da Previdência

Oposição lulopetista e centrão fisiológico uniram-se para obstruir mudanças.

Sem uma base aliada coesa, a negociação entre Executivo e Legislativo tende a ser tensa e desfavorável para o governo no caso da reforma da previdência.

Mas um novo adiamento da votação na CCJ, prevista para esta semana, pode trazer mais danos do que benefícios.

Nenhum comentário: