Câmara de Porto Alegre faz sessão extra pelo novo IPTU. Nagelstein reassume o mandato.

A Câmara de Vereadores de Porto Alegre convocou sessão extraordinária para este final de tarde, tudo com o objetivo de votar o novo IPTU.

O governo Marchezan já tinha maioria formada, mas a saída de vereadores contrários ao projeto, como Mônica Leal, PP; Rafão, DE; Claudio Janta, SDD, e Valter Nagelstein, MDB, que permitiram o ingresso de vereadores e suplentes favoráveis, ampliou a margem de segurança.

No final da tarde, o vereador Nagelstein, que se submeteu a rigoroso check up (o vereador foi operado de diverticulite no ano passado e apresentava problemas de saúde) foi a surpresa do dia. O líder emedebista reafirmou oposição a aumento de impostos, mas não deixou claro se votará contra o novo IPTU.

4 comentários:

Unknown disse...

Enquanto isso, Josias de Souza diz:
"Jair ‘Dilmo’ Bolsonaro revela-se liberal de gogó"
--- Não bastassem os filhos, o guru, o vice... Só tá faltando o Dilmo aparecer de uniforme vermelho do Chapolin Colorado. Não precisa nem de oposição.

Unknown disse...

Políbio, a gente sabe que vc é Bolsonarista. .
Enquanto isso, Josias de Souza diz:
"Jair ‘Dilmo’ Bolsonaro revela-se liberal de gogó"
--- Não bastassem os filhos, o guru, o vice... Só tá faltando o Dilmo aparecer de uniforme vermelho do Chapolin Colorado. Não precisa nem de oposição.

Anônimo disse...

Agora tudo é novo, nova previdência, novo IPTU, e o salário óóóóóóóó 👌👈

Anônimo disse...

Nos últimos anos os impostos aqui no Brasil são tão altos que todos os meses colocamos um pouco de nosso salário mínimo na poupança para quando vir a cobrança dos impostos termos como pagar. Afora os impostos que pagamos toda hora, todo dia. O governo espreme o trabalhador até tirar a última gota de sangue. Para quê? Para sustentarmos um Congresso lotado de políticos que quebraram o país de Norte a Sul. Mas esse é o Brasil. E esses são os políticos que se elegem para servir o país e depois de eleitos servem-se dele.