Contas de luz serão 3,7% menores em 2019

O caso é uma das piores heranças malditas deixadas pela presidente expurgada Dilma Roussef.

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) informou nesta quarta-feira que fechou acordo com 8 bancos para antecipar o pagamento de um empréstimo bilionário. A negociação retira R$ 8,4 bilhões das contas de luz até 2020.

Como a dívida era paga por todos os consumidores via contas de luz, a negociação vai permitir um corte médio de 3,7% nas tarifas de energia para todo o país em 2019 e de 1,2% em 2020.

Os consumidores pagam atualmente R$ 703 milhões por mês para amortizar o empréstimo. Esse montante representa 4,9%, em média, nas tarifas dos consumidores do país.

Segundo o diretor-geral da agência reguladora, André Pepitone, com a quitação da dívida, os consumidores deixarão de pagar R$ 6,4 bilhões nas contas de luz neste ano e R$ 2 bilhões em 2020.
O efeito será repassado aos consumidores por meio dos reajustes tarifárias anuais de cada empresa. Na terça-feira, a diretoria da agência irá rediscutir a correção das taxas que foram aplicadas para algumas distribuidoras.

11 comentários:

Anônimo disse...

a esquerda iniqua quase destrui a eletrobras

Joel Robinson disse...

Agora que ver a CEEE ir para o vinagre. Além de cobrar um alto ICMS não repassa para o estado falido RS. E os da vanguarda do atraso acham que a CEEE não deve ser privatizada. Logo logo o estado falio do RS vai ter DOAR essa jabuticaba.
Deve 1 bi ao estado e tudo bem???

Anônimo disse...

Quando a ladra incompetente irá para a cadeia?

Anônimo disse...

Tó tão feliz com essa notícia que até comprei um sistema off gride para desligar o padrão.

Anônimo disse...

Mas dizem os petralhas, a mídia e os "votaram no Bolsonaro e estão arrependidos" que o governo não está fazendo nada!

Anônimo disse...

Fiz uma limpa nos meus arquivos e me surpreendi. A conta de luz deste ano é quase o dobro da do ano passado, por consumo equivalente.

Anônimo disse...

Dizem que aquelas taxas que cobram na fatura da energia elétrica é para pagar a aposentadoria rural.

Adilio Faustini disse...

Efeito Bolsonaro.

Anônimo disse...

Quanta asneira. ICMS é o estado que cobra e diz o percentual. É só o governador isentar ou diminuir (como faz com diversas empresas). Outra, ele é o comandante da CEEE. É só determinar o pagamento ou o encontro de contas pela dívida do Estado com a CEEE.

Unknown disse...

Ate aonde eu entendi vai ser repassado igual ao consumidor!

Anônimo disse...

as taxas amais cobradas pra estocar vento