Cidadão gaúcho de 19 anos é assassinado em pleno centro de Porto Alegre. Foi esta manhã.

Outro cidadão gaúcho resultou morto, desta vez em pleno centro de Porto Alegre.

Foi esta manhã, na rua Marechal Floriano.

O jovem de 19 anos foi abatido a tiros.

A Polícia diz que é resultado da guerra do tráfico.

15 comentários:

Cris disse...

E a população diz que é falta de policiamento...

Anônimo disse...

Morador de rua e envolvido com o tráfico.

Anônimo disse...

O morto era traficante também? Caso positivo, não era cidadão. Tens que mudar os termos, Políbio, para seres mais correto, senão vais ficar parecido com a Maria Beltrão ao se referir "ao cidadão que portava fuzil na favela.

Anônimo disse...



ENQUANTO OS TRAFICANTES SE MATAREM....TUDO OK, FACILITA A VIDA DA POLICIA.

Anônimo disse...

Issa coisa não é Cidadã o é meluante

Anônimo disse...

E o "RAIO" do CÓDIGO PENAL muda ou não muda???? Como TODO O PT é TOTALMENTE CONTRÁRIO a sua mudança, podem crer que este código já era para ter mudado, pois ele como está é a alegria do PT-partido-quadrilha e demais bandidos colegas! E AÍ, BOLSONARO E DEPUTADOS APOIADORES, AINDA não acordaram????

Anônimo disse...

É bom que eles vão se matando e a polícia matando eles. Eaquece direitos humanos. Aqui no Brasil estes direitos é só pra livrar bandidos.Um vagabundo destes e que vota no pt mata alguém é algemado numa lixeira e vem os direitos maria humanos. As reportagens sempre fazem um esparro quando tem vagabundo assassino preso em viaturas ou acorrentados em árvores ou lixeiras. Até a Record que é dona de dizer que é imparcial adora fazer estas reportagens e dizer que os presos estão acorrentados porque falta presídio falta isso. Hipócritas. Reportagem verdadeira é dizer: matou roubou não tem que ter regalias. Merece estar no relento sem comida e água. Do outro lado está uma família destroçada. Tudo é uma engrenagem da hipocrisia rodando perfeitamente.

Anônimo disse...

Bem colocado! Traficante é "anti-cidadão".

Anônimo disse...

O "cidadão" tinha passagens por tráfico e porte ilegal de arma, entre outras coisitas.
Morreu por ser membro de facção criminosa, contrária a que domina a região onde foi morto.

Anônimo disse...

Foi ironia do editor.

Anônimo disse...

Um meliante petista a menos.

João Aguirre disse...

Polibio, sou teu leitor assíduo, mas uma coisa que me incomoda é o tratamento de "cidadão" com o qual tu brindas esse lixo que morre nas disputas do tráfico...não são cidadãos e sua mortes não devem ser pranteadas mas sim comemoradas...

Anônimo disse...

Não acenderei velas.

Anônimo disse...

Polibio, para esses casos poderia utilizar o termo "Anti Cidadão "?

Anônimo disse...

Não, era bolsominion. Kkkkkk