Produção industrial cresce raquíticos 0,2% em outubro (sobre setembro)

A produção industrial cresceu 0,2% na passagem de setembro para outubro, já descontados os efeitos sazonais, de acordo com a Pesquisa Industrial Mensal (PIM), divulgada ontem pelo IBGE.

Essa ligeira alta veio após três quedas consecutivas, porém surpreendeu negativamente a expectativa do mercado, cuja mediana das projeções apontava para expansão de 1,1%. Tal avanço na margem foi influenciado pelos resultados positivos observados nas categorias de bens duráveis, bens de consumo e bens de capital. Por outro lado, a categoria de intermediários e de bens semi e não duráveis contribuíram negativamente. Na comparação interanual, houve alta de 1,1% do indicador agregado, o que o levou a um crescimento de 2,3% em doze meses. Com exceção de bens intermediários, todas as categorias da pesquisa avançaram na comparação interanual. Dessa forma, o resultado inferior ao esperado sinalizou um ritmo de expansão mais moderado na passagem do terceiro para o quarto trimestres, condizente com nossa expectativa de crescimento do PIB de 0,1% no período. A despeito dessa projeção moderada na margem, é importante destacar que o PIB deverá continuar avançando, na métrica interanual, em ritmo próximo ao observado no terceiro trimestre.

Um comentário:

Anônimo disse...

ainda não entenderam que essa era da produção industrial esta indo para as cucuias?

ainda mais no Brasil, cuja produção ainda é arcaica...

não ha mais espaço no mundo para o aumento da produção industrial do modo convencional como o conhecemos...

a economia mundial esta preses a se esgotar...