Polícia apreende quase uma tonelada de peixe podre no Mercado Público de Porto Alegre


Ação da Polícia Civil, Vigilância Sanitária e Ministério Público do RS fiscalizou sete estabelecimentos do Mercado Público de Porto Alegre, sendo que em cinco foram localizados peixes e camarões impróprios para o consumo.

Deu quase uma tonelada.

Estava tudo podre.

19 comentários:

Anônimo disse...

Penso que as autoridades deveriam publicar os nomes das empresas sempre que vendam alimentos e/ou medicamentos com data de validade ultrapassada.
O direito da coletividade, nestes casos, se sobrepõe ao do (mau) comerciante.

Anônimo disse...

O problema é q não citaram o nome das peixarias. Mas no site do correio do povo há foto e da para ver ao menos o nome de 2. Uma bem famosa inclusive espalhada pela cidade

Anônimo disse...

Muito simples, basta não ir mais comprar lá eu e muitos amigos já não vamos mais a tempos.

Depois "quebram" e não sabem o porque.

Anônimo disse...


Polícia apreende peixe assassino.

Anônimo disse...

Eu já fui várias vezes no Mercado Público de Porto Alegre comprar peixe e saí correndo sem comprar nada. O fedor é insuportável, e peixe só fede quando está podre.Tem algo de errado naquele setor.

Anônimo disse...

Peixe deveria custar mais barato que o frango e a carne bovina, a cadeia produtiva é muito mais simples e não justifica o preço ser tão alto, pobre não come peixes.

Anônimo disse...

Não são só os venezuelanos de Maracaibo que compram carne podre. Essas peixarias do Mercado Público devem pertencer a algum esquerdopata.

Anônimo disse...

Poderiam vender para a Venezuela!

Anônimo disse...

Cara, pare com essa machonha, não está te fazendo bem!
Onde já viu um 'esquerdopata' ter negocio, isso é coisa da burguesia.

Unknown disse...

Continuando meu comentário: no site da ZH diz que já houve o mesmo fato em 7 das 8 bancas... Ou seja: reincidentes específicos ..
Mas estamos no Brasil...
Continuarão operando...

Anônimo disse...

pequena caixa d'água + tilália + ração = peixe para toda sexta-feira santa do ano.

Anônimo disse...

kkkk sou de Curitiba e ano passado estive em Porto alegre a trabalho, e me apavorei do estado desse mercado, pois ja conhecia pois ja estive a muitos anos em porto Alegre, chamou-me atençao o estado decrépito do centro e cidade baixa

Anônimo disse...

Estão seguindo o exemplo da Venezuela!
Deve ter dado um baita lucro!

Anônimo disse...

Deixei de comprar no Mercado Público. Primeiro pela sujeira do ambiente, segundo, comprei nozes estragadas, terceiro que as caixas onde guardam os alimentos não são vedadas e passíveis de entrar barata, rato. Fiquei com nojo. Por mim podem fechar. Quando o Zaffari se propôs a reformá-lo e tornar viável nossas compras a esquerda enlouquecida recusou. Agora vendam para eles.

Anônimo disse...

Ao visitar os Mercados Públicos de outros países é que percebi a imundice do nosso. O Uruguai é um dos exemplos mais proximo. O Mercado Público de Nova York se compara com os nossos Zaffari, tal o grau de higiene. Falta vergonha na cara dos nossos governantes em não exigir dos comerciantes mais higiene.

josé paulo moletta disse...

Para melhor informar ao público, deve ser publicado os nomes das bancas irregulares.

Anônimo disse...



Começa que pra chegar numa destas bancas de peixe , tem de colocar botas de borracha, porque estão boiando na água suja, literalmente!

Acho que o nosso Mercado Público, através de seus comerciantes, precisa ter uma nova cara urgentemente. Pararam no tempo.

Mas o dinheiro tem que sair do bolso deles, e não dos nossos impostos!

Fábio Duarte disse...

Só quem compra em peixarias de Laguna, na volta para Porto Alegre é que vê a diferença na higiene e respeito pelo peso. Comprei camarão e peixe no Mercado Público de POA e, quando pesei em casa, tinha 20% a menos de peso. Falta fiscalização por parte do Procon e vigilância sanitária

Anônimo disse...

Não é falta de vergonha dos governantes: SOMOS NÓS, os relaxados, mallandros, querendo levar vantagem, em tudo... afinal a rede bobo ensinou-nos .... .... !!!