Servidores da Susepe estão proibidos de parar os presídios do RS

Os servidores da Susepe estão proibidos judicialmente de implementarem operações-padrão nos presídios de Uruguaiana e Charqueadas.

A Amapergs, entidade que representa os servidores, foi proibida de fazer propaganda sobre o caso.

Um comentário:

Anônimo disse...

Não há ação judicial proibindo o atraso de salários? E como explicar aos agentes penitenciários que eles devem obedecer à ordem judicial quando o governador desobedece a uma e nada acontece?