Câmara reage à rebeldia dos juízes e vai acabar com a Justiça do Trabalho

A Câmara dos Deputados vai reagir duramente à articulação de entidades de juízes do Trabalho para boicotar a reforma trabalhista, que entra em vigor no dia 11. A reação à desobediência de juízes recebeu o apoio do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, em reunião com deputados que atuaram na Comissão da Reforma Trabalhista. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder. Leia mais:

A ideia é votar projeto que extingue a Justiça do Trabalho, “justiça jabuticaba” que só existe no Brasil. 

Rodrigo Maia havia defendido a extinção da Justiça do Trabalho em março: chegou a afirmar em Brasília que “não deveria nem existir”.

O projeto prevê, com a extinção, que magistrados do Trabalho de todos os níveis, inclusive ministros, serão realocados na Justiça Federal.

Estudos mostram que a modernização das leis trabalhistas tornará inócua a Justiça do Trabalho, o que motiva mais a defesa da extinção.

53 comentários:

Anônimo disse...

Excelente.

Anônimo disse...

Como diz a molecada: DEMORÔ !!!

Anônimo disse...

Excelente notícia! Parece que há saída para o Brasil.

Anônimo disse...

Finalmente. Melhor que isso só se for verdade...

Unknown disse...

Justiça do Trabalho... um acinte à nossa inteligência e uma aberração jurídica(ônus da prova é do acusado)!!!
Nem vou falar dos Vogais que recebem como juiz e se aposentam com salário integral depois de 5(cinco) anos!!!
O custo desta aberração é maior do que o montante pago aos trabalhadores no total das ações trabalhistas que tiveram ganho de causa!!! Enfim, um feudo de corporativismo explícito de Justiça e da OAB!!!

Anônimo disse...

Chupem comunistas!

Anônimo disse...


Para alguma coisa de útil servirá o Gorduxo Maia !

Anônimo disse...

Excelente, maravilhosa notícia.
A extinção dessa jabuticaba será um grande avanço para o país.

Anônimo disse...

E o resto da petezada toda do MPT, vão pro MPF? Aparelhamento gigante, só ver o que alguns mentecaptos estão fazendo com a Riachuelo no RN.

Anônimo disse...

Juiz do trabalho é mero despachante de vadio. Gente séria não se envolve com isso.

JOAÕ disse...

ISSO AI VÃO FAZER A MELHOR COISA , ACABAR COM A INJUSTIÇA DO TRABALHO ., BANDO DE MAMADORES DE PREVILÉGIOS , ETC...........

Anônimo disse...

Essa é uma boa notícia.

Rogério disse...

Nunca deveria ter existindo. Mas nunca é tarde para uma decisão correta. A "justiça do trabalho" destruiu as relações trabalhistas. É ferramenta totalitária unilateral a serviço da visão ideológica comunista. Dentre todos os males causados, é de se destacar as sentenças por "danos morais", jabuticaba da jabuticaba.

Anônimo disse...

Melhor ainda se mandassem estes juízes embora.

Anônimo disse...

Tomara que acabe MESMO a Injustiça do Trabalho que só serve para canalizar o dinheiro de muitos para as mãos de poucos (=juízes e advogados trabalhistas).

Anônimo disse...

Ave Maia!!!

Anônimo disse...

Ave Maia!!!

Anônimo disse...

Dessa vez a bola de cristal vai rachar de vez. Duvido que isso aconteça. E, além do mais, qual a diferença entre se chamar "Justiça do Trabalho" ou "vara especializada da Justiça Federal"? Vai ter a mesma despesa, aplicar as mesmas leis... TRocar seis por meia dúzia...

Anônimo disse...

Muito bom, ponto para o Brasil .!!!

Anônimo disse...

Câmara está jogando para a torcida. Enquanto não acabar com o princípio protetivo do.trabalhador, com a proibição do.retrocesso em direitos humanos, com a ideia de que tratado de direito humano entra no ordenamento como regra constitucional, nada muda. Seguirá cada juiz do trabalho aplicando o seu código pessoal.

Anônimo disse...

inacreditável..... passaremos da pré historia para a idade moderna... não acredito.

Anônimo disse...

Que assim seja.

Realista disse...

Extinção de um fator de incerteza jurídica é saudável.
É de conhecimento geral o fato de muitas empresas pensarem várias vezes sobre contratar mais um funcionário para não aumentar o passivo trabalhista, sempre um desconhecido dissabor.
Cidades com fama de (in)justiça do trabalho conflitante são evitadas por novos estabelecimentos. É fato notório, também, que empresas estrangeiras evitam vir ao Brasil ou ampliar atividades aqui devido a incerteza jurídica.
Como é hoje, na realidade é forte fator de atrazo.

Anônimo disse...

Tem q ser uma vara especializada na justiça comum.

Anônimo disse...

Seria bom demais para ser verdade. É um antro corporativo, ideologizado, cujo fim deletério, é o de atrapalhar o empreendedor. Se o restante do mundo dela não necessita, sua existência aqui é demonstração clara de preconceito anti empreendedor.

Cap Caverna disse...

Excelente noticia. Assim o governo economizará bilhões de reais por ano, com essa tal de Justiça Trabalhista, que custa o dobro do que arrecada. Um verdadeiro feudo!

Anônimo disse...

Kkkkkkkk lembram da independência dos poderes?????? Kkkkkkkk Isso serve pra defender Senador cheirador e pobre trabalhador kkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Até que enfim. Agora, para melhorar as coisas, tem que acabar com a estabilidade de emprego dos funcionários públicos, corruptos morais que elegeram ao longo de 30 anos os políticos que lhes deram benesses como aumentos de salário acima da inflação, aposentadoria precoce, bolsa moradia e por aí vai.

Anônimo disse...

Este é o candidato redebobo ao Planalto no momento é parece mesmo um ditador. O certo que a reforma trabalhista é boa mais precisa de alguns ajustes. Agora querer acabar com a Justiça do Trabalho daí já é demais. Infelizmente o Brasil não tem o nível de desenvolvimento que o trabalhador possa dispensar a tutela dessa justiça.

Anônimo disse...

Até que enfim.

Anônimo disse...

Será que dentre tantas notícias ruins, uma notícia boa?

Anônimo disse...

UMA GRANDE NOTÍCIA PARA O BRASIL.

Anônimo disse...

Perfeito...voto em ti Maia...na próxima reencarnação

Anônimo disse...

Finalmente uma notícia boa para destravar o desenvolvimento do Brasil.
Se a vanguarda do atraso for extinta, o país se modernizará e o desemprego terá fim.

Unknown disse...

Felizmente!!!!!!!!

ESTAMOS INDO PARA O CAMINHO CERTO!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Tomara que sim, pois é o setor do governo mais inoperante, desonesto e ineficiente.
É muito cabide de emprego. Alguém tem algo a contestar??

Anônimo disse...

Já era tempo !!! Ufffaaaa...

Anônimo disse...

Realocar esses juizes imprestáveis? Ficarão mamando nas tetas do estado ad eternum?
Esther

Anônimo disse...

Excelente ideia ! A injustiça do trabalho já foi responsável pela falência de inúmeras empresas no RS e no Brasil. Ela ajuda a promover a vagabundagem e as falcatruas de "empregados" malandros e aproveitadores.

Anônimo disse...

tem q terminar mesmo.

Anônimo disse...

Muito bom esta iniciativa. Corporativismo fora!!!!

Anônimo disse...

Muito boa a iniciativa!

Anônimo disse...

Melhor que isso seria acabar com as auditorias de justiça militar dos Estados, pois é cara e redundante. Justiça Militar é a da União, que julga crimes que envolvem as forças armadas. O resto é cabide de emprego em um país que deveria cortar gastos desnecessários ou redundantes.

Unknown disse...

Que se extinga a Justiça Eleitoral... outro antro de velhacos!!!
Idem Tribunais de Contas, nos moldes atuais...

Anônimo disse...

Único pais do mundo que tem "Justiça do Trabalho e Tribunal Eleitoral", tem que acabar ambos.
Joel

Anônimo disse...

Não conseguem terminar com a Justiça Militar do Estado e com meia dúzia de fundações, acham que vão terminar com a Justiça do Trabalho? Vão sonhando...Ah. desinformado das 10:03, não existem "vogais" na Justiça do Trabalho há décadas, e a metade deles era dos sindicatos patronais, ou seja, empresários...

Anônimo disse...

Isso aí. Vamos voltar a escravidão.

Anônimo disse...

Vão acabar com a injustiça do trabalho do RS também??

São duas esferas, federal e estadual, o cúmulo da bost@

Anônimo disse...

Tchê...estão acreditando nisso???Pelo amor de deus..só acredito se o Lula for preso antes...o Aecio...O Padilha...A dilma...Sinto muito..nada mudará!!!

Anônimo disse...

Só muda o nome das moscas.

Anônimo disse...

Por mim, essa cambada de vagabundos poderia lavar auto na beira da estrada ou passar colírio no olho da rua.

Anônimo disse...

Ouçam o depoimento do CEO CitiBank.
Será que entendem?
Qual a justiça do Trabalho dos EUA, onde muitos brasileiros vivem inclusive na clandestinidade.
E a Justiça do Trabalho do México!

Chega de amarras.

Anônimo disse...

Se acabar a Justiça do Trabalho voltaremos ao tempo da escravidão! Isso só é bom para o capitalista, o trabalhador vai se ferrar ainda mais sem perspectiva de se aposentar!