Opinião do editor - Reação corporativa da Assembléia impede equilíbrio das contas públicas do RS

Depois de três anos de aperto duríssimo das finanças públicas, tudo para equilibrar as finanças públicas esgualepadas pelo perdulário, incompetente e populista governo Tarso Genro, PT, o governo não consegue alcançar qualquer superavit capaz de botar os salários em dia, melhorar a qualidade do serviço e voltar a investir.

A única alternativa de que ainda dispõe Sartori, é convencer a maioria dos deputados estaduais a aprovar seu pacote de 11 medidas (2 foram aprovadas esta semana) do ajuste fiscal, criando com isto condições para aderir ao Programa de Ajuste Fiscal dos Estdos, liberando R$ 3 bilhões ainda este ano e mais R$ 4 bilhões no ano que vem, dinheiro que reterá pela carência dos pagamentos da dívida com a União.

Isto permitirá ajuste das contas públicas, favorecendo a retomada do pagamento em dia dos salários, melhoria da qualidade dos serviços públicos e retomada dos investimentos.