Lula não se emenda. Nem seus lacaios

- Carlos José Marques, diretor editorial da revista Istoé de hoje.

O novo golpe na praça tem nome, sobrenome e condenação já emitida pela Justiça Federal. Chama-se pejorativamente de emenda Lula. E não poderia ter outra conotação a gambiarra em forma de projeto de lei, proposta pelo petista Vicente Cândido, relator da reforma política na Câmara dos Deputados, cuja votação aguarda o fim do recesso. 

Atente para o tamanho da mutreta sugerida sem a menor cerimônia, numa desfaçatez assombrosa, pelo nobre parlamentar.


O congressista aventa a possibilidade de dar imunidade criminal prolongada a todo e qualquer candidato em ano eleitoral, que duraria até oito meses antes do pleito. Assim ele não teria risco de ser preso nesse espaço de tempo.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

10 comentários:

Anônimo disse...

Por que tanto medo se o cara é o mais honesto dos honestos, portanto nunca cometeu nenhum crime?

Anônimo disse...

Psicopatas são incorrigíveis.

Anônimo disse...

TEMER TEM R$ 18 MI EM IMÓVEIS QUE ANTES PASSARAM POR SEU OPERADOR YUNES:

Família de Michel Temer possui dois escritórios, uma casa e um andar inteiro de um prédio luxuoso, a maior parte de seus bens mais valiosos, tudo comprado do amigo advogado José Yunes, em transações que nem sempre seguiram o padrão convencional, segundo levantamento da revista Veja; Yunes, ex-assessor de Temer na vice-presidência, ficou conhecido na imprensa depois que delatores da Odebrecht revelaram que ele recebeu em 2014 parte de uma propina de R$ 10 milhões repassada pela empreiteira a Temer para financiar campanhas do PMDB; "sociedade" conta com contrato de gaveta secreto, parceria oculta e impostos pagos com dinheiro em espécie; os dois são hoje investigados por corrupção; propriedades somam dez vezes o valor do chamado "triplex" do Guarujá, atribuído ao ex-presidente Lula.

22 DE JULHO DE 2017

247 - Michel Temer mantém com o advogado José Yunes, seu amigo de mais de meio século e ex-assessor no Planalto na época em que era vice-presidente da República, uma sociedade bastante suspeita, para se dizer o mínimo.

Levantamento realizado pela revista Veja aponta que a maior parte dos bens mais valiosos da família do peemedebista teve antes como dono José Yunes. Todos eles foram vendidos para a família de Temer em transações que nem sempre seguiram o padrão convencional.

A "sociedade" imobiliária entre Temer e Yunes tem, por exemplo, contrato de gaveta secreto, parceria oculta e impostos pagos com dinheiro em espécie.

As propriedades que tiveram o advogado como dono inicial, antes de serem compradas por Temer, somam R$ 18 milhões, cerca de dez vezes o valor do chamado "triplex" do Guarujá, atribuído ao ex-presidente Lula.

Os bens incluem dois escritórios, uma casa e um andar inteiro de um prédio luxuoso, localizado numa das regiões mais valorizadas de São Paulo, a mais vultosa entre as negociações.

O prédio foi construído pela família de Yunes e Temer passou a ser dono de um andar oficialmente apenas em 2011, pagando por ele apenas R$ 2,2 milhões - três vezes menos o valor do mercado à época. Hoje, o conjunto vale R$ 14 milhões, também de acordo com o mercado.

Yunes ficou conhecido na imprensa depois que executivos da Odebrecht revelaram em delação premiada no âmbito da Lava Jato que ele recebeu em 2014 parte de uma propina de R$ 10 milhões que havia sido repassada pela empreiteira a Temer para financiar campanhas do PMDB.

PS1: 18 milhões só em imóveis, ou seja, não entra conta em banco, aplicação, etc?

PS2: Perguntar não ofende: o lacaio, digo, o amigo do trairia, seria "laranja"?

Anônimo disse...

Exatamente isto , Editor, uma gambiarra em forma de Projeto de Lei , de autoria do Dep Fed Vicente Cândido , do PT, para livrar LULA da cadeia. Segundo o Dep Fed Pepe Vargas, também do PT, foi um " equívoco" de seu colega Cândido . " Equívoco", no presente caso, deve ser um eufemismo para falta de vergonha na cara .!!! Tia Glória .

Anônimo disse...

Delator relata R$ 1 milhão para ‘coronel’ amigo de Temer:

O contador Florisvaldo Caetano de Oliveira, apontado como homem do grupo J&F responsável pelas entregas de dinheiro a políticos, relatou dois encontros com João Baptista Lima Filho, amigo pessoal de Michel Temer.

19 Maio 2017 - O Estadão

O contador Florisvaldo Caetano de Oliveira, apontado como homem do grupo J&F responsável pelas entregas de dinheiro a políticos, relatou em seu acordo de colaboração com a Procuradoria-geral da República ao menos dois encontros com João Baptista Lima Filho, amigo pessoal do presidente Michel Temer.

De acordo com o delator, o primeiro encontro teve como objetivo conhecer o destinatário, chamado de “coronel”, e combinar a forma de entrega dos valores. No segundo encontro, por sua vez, Oliveira afirmar ter entregue R$ 1 milhão em espécie para Lima Filho.

“(..)Por determinação de Ricardo Saud, o depoente entregou 1 milhão de reais no seguinte endereço: Rua Juatuba, 68, Vila Madalena, São Paulo, num escritório cuja titularidade o depoente desconhecia. Que o escritório era conhecido como sendo de alguém ligado a Michel Temer”, afirmou o delator em seu depoimento.

PS: Perguntar não ofende, ais um lacaio, digo, amigo do traira enrolado com o traira?

Anônimo disse...

PF apreende documentos em escritório de coronel amigo de Temer
Coronel aposentado da PM foi citado por delatores da JBS como receptor de dinheiro destinado ao presidente Michel Temer.

02/06/2017 - JN

A Polícia Federal apreendeu documentos que estariam relacionados ao presidente Michel Temer e a uma filha dele no escritório de um coronel aposentado da PM. Segundo delatores da JBS, o coronel atuou como intermediário de valores que foram destinados ao presidente.

Os documentos foram encontrados na sede da Argeplan, empresa do coronel aposentado da Polícia Militar João Baptista Lima Filho, em São Paulo, durante a Operação Patmos, no mês passado. O coronel foi citado por delatores da JBS como um receptor de dinheiro destinado ao presidente Michel Temer.

No auto de apreensão, a Polícia Federal cita um saco plástico com edital de concorrência para serviço de construção e um recibo de pagamento em nome de Maristela Temer, além de um projeto de reforma.

A lista não mostra o recibo, mas a TV Globo apurou que o valor dele é de R$ 5.550 referentes à sétima parcela do pagamento de serviços de fornecimento de batentes e portas em madeira maçiça. A empresa que deu o recibo é a Móveis e Esquadrias Santos Limitada. A reforma é numa casa no Alto de Pinheiros e a data é 30 de março de 2015.

Foi encontrada uma caixa de arquivo azul com documentos referentes a um projeto de reforma com o nome da filha de Temer, além de um HD externo com informações sobre a reforma no imóvel.

No relatório, há também uma planilha com movimentações bancárias, programação de pagamento do escritório político do então deputado federal Michel Temer, históricos de pagamento e de candidatura da eleição de 2002.

Dois delatores da JBS revelaram que deram um R$ 1 milhão ao coronel, na campanha de 2014. Esse pagamento seria parte de um suposto acordo entre Temer e o empresário Joesley Batista, no valor de R$ 15 milhões. Segundo Joesley, esse R$ 1 milhão seria só para o presidente Temer. (...)

PS: Esse Joesley delatando mais um lacaio, digo, amigo do traira é sacanagem.

Anônimo disse...



Primeiro deveria haver alguma condição de punir deputados, senadores ou quaisquer outros legisladores que se prestassem a esse tipo de "chicana". O que poderia ter feito o tal cândido seria o contrário: que candidato a qualquer cargo legislativo nos três poderes e nos três níveis, pudessem ser presos, até o dia da eleição e depois durante o seu mandato. É preciso acabar com a impunidade no Brasil. Vergonha esse deputado paulista!!

Anônimo disse...

Solucao para tudo que esta ai? As armas.

Anônimo disse...

Esse sistema político não se corrige sozinho. Eventuais alterações manterão os corruptos mamando. A solução virá de fora. A pergunta é: quando vier, a população apoiaria? Mass

Anônimo disse...

É impressionante ainda existir gente que acredita e apoia essa antiguidade comprovadamente fracassada que é o antigo regime comunista.
Que tristeza viver em um país com esse tipo de pensamento.