José Fogaça só votará no caso Temer depois de examinar o contraditório na CCJ e no plenário da Câmara

Nesta entrevista a Fábio Schaffner, Zero Hora, o deputado José Fogaça, PMDB, explica claramente por que razão foi substituído na CCJ da Câmara. O líder do Partido quis garantia de voto a favor de Temer, mas Fogaça avisou que só teria posição depois de estudar a acusação, a defesa e o parecer do relator. É a posição de parlamentares responsáveis em tempos de normalidade, mas não funciona quando há extremo estresse político, porque agride a realpolitik.

Leia tudi:

O senhor iria votar contra ou a favor da denúncia?
Muito rápida a tua pergunta. Vamos por partes. Pergunta assim: qual a razão que determinou isso? Eu te digo. A razão é a seguinte. Ele me perguntou qual era a minha posição quanto à denúncia. Eu disse que não tinha firmado convicção e que, portanto, precisava examinar três coisas. Primeiro, a peça acusatória do acusador. Segundo, a defesa do presidente. E terceiro, o parecer do relator. Quando tivesse essas três coisas em mãos, dentro do tempo que me coubesse, eu iria usar esse tempo até o momento de votar para tomar a minha decisão, com critério, cuidado e responsabilidade. Ele disse que precisava que eu antecipasse minha definição. Respondi que não havia como antecipar. Então ele ali simplesmente comunicou que iria me substituir.

O senhor manifestou contrariedade?
Não. Eu disse que essa era uma prerrogativa que cabia a ele como líder. Ele foi muito respeitoso, não foi agressivo, nem demonstrou soberba. Me comunicou com toda a clareza.

CLIQUE AQUI para ler toda a entrevista, publicada em meia página do jornal Zero Hora deste final de semana.

7 comentários:

Anônimo disse...

Tem a alma de petralha.

Anônimo disse...

O Fogaça é uma eterna promessa. Nunca se concretiza.

Anônimo disse...

FOGAÇA - PETRALHA.

Anônimo disse...

Profissão..Politico...como chegou ai ...coisa de gaucho...votando sempre errado...

Ariel Peres disse...

Parabéns sr deputado; honrou a raça gaúcha: isenção, justiça e respeito, consciência tranquila

Anônimo disse...

E vai concluir que o Temerário, do PMDB, partido do Fagaça é inocente, os coxinhas podem se tranquilizar. Quem vai "guilhotinar" o traíra é o PSDB e o mercado.

Anônimo disse...


Fogaça é amigo pessoal de Dilmaléfica, desde sempre!!!!

E o PMDB sabe disso!