Servidores de Porto Alegre receberão valores parcelados de salários

Pela primeira vez na história, a prefeitura de Porto Alegre pagará parceladamente os salários do funcionalismo, mas 90% dos servidores receberão em dia.

A primeira tranche será de R$ 10 mil, três vezes mais do que costumam ser os limites do governo estadual gaúcho.

O prefeito Marchezan Júnior alega que recebeu uma herança maldita.

16 comentários:

Anônimo disse...

Maaaas ahhh Junior, fazendo história com seu 'novo jeito de governar' : o primeiro prefeito a parcelar salários...
Seriam todos os outros prefeitos da história incompetentes?
O novo, por definição, exige mudança. Agora, nem toda mudança é para melhor (assim o 'novo' pode ser tanto bom quanto ruim).
No caso o 'novo jeiro de governar' até agora provou o seguinte: mudanças para pior - ruas esburacadas como nunca, mais enchentes, o cercamento eletrônico só promessa, obras continuam paradas, azulzinhos escondidos e multabdo ao invés de orientar... Ahhh mas mudou UMA COISA. Os salários serão parcelados e o serviço público já deficitário por falta de investimento ficará pior...

Anônimo disse...

CRISE SÓ EXISTE PARA QUEM VIVE NA INICIATIVA PRIVADA...

NÃO TEM DINHEIRO...SIMPLES...NÃO PAGA..É A REGRA..JÁ QUE NÃO PODE DEMITIR..

OS PROFESSORES DE POA RECEBEM O SEGUNDO MAIOR SALARIO NACIONAL, SÓ PERDEM PARA O DF,,,,MAS OS ALUNOS DO MUNICÍPIO TEM OS PIORES ÍNDICES DE APRENDIZAGEM,,,CAINDO POR TERRA EM DEFINITIVO O MANTRA DOS SALÁRIOS FAZEM UMA BOA APRENDIZAGEM...

Anônimo disse...

E o Júnior começou a governar. Ops. Digo, a se revelar. E é só o começo...

Anônimo disse...

Depois que passam governos petistas ou neo-petistas, como este do Fortunatti, as finanças públicas ficam desvalidas. Porque será? Ainda Porto Alegre está devendo dinheiro nas idiotas obras da copa petista! E a bomba estoura com o novo Prefeito. Tem que denunciar, Marchezan! O povo tem que ficar sabendo quem destruiu a Prefeitura.

Anônimo disse...

Vide histórico do prefeito Brizola antes que nunca foi feito.
Valentim Fialho Pereira

Anônimo disse...

Agora é ladeira abaixo. Como gostamos de votar em incompetentes que só sabem botar a culpa nos outros. 4 anos de lamentações e aumento de impostos e taxas municipais. Ano que vem pra Governador vamos fazer cagada denovo, já ta na cara, só pelos nomes ventilados. Como mudaremos o Brasil, se não arrumamos nem nosso Estado e Cidade.

Anônimo disse...

Segundo os desembargadores que julgaram a contestação do SIMPA, a PMPA atestou receita de quase 3 vezes o valor dos salários.
Assim, este parcelamento é mais um passo no desmonte da moral dos servidores e uma abertura ao conceito do Estado Mínimo: precarizar para privatizar
Sem dúvida.

Anônimo disse...

Esse anônimo das 17:21 só sabe falar mal do serviço público em vários posts. Porque ele mão divulga seu nome e profissâo? A prefeitura ainda vai ganhar bem, só os que ganham acima de 10 mil líquidos vâo ser parcelados. Enquanto o desgovernador Sartori chega a pagar 600 pila

Anônimo disse...


E a lei do teto, corte de CC's e o contrato da consultoria Comunitas/Falconi sem licitação. Muito enrolado este governo Marchesan...

Anônimo disse...

Dar aula para crianças que vivem da miserabilidade não dá o retorno esperado que se tem de crianças de escolas particulares, bem nutridas, morando em locais adequados e limpis, com bom atendimento médico, boas vestes, pais bem empregados.

Anônimo disse...

Se não houvesse serviço publico, sessenta oor centi da população não estudava, não ia a médico, não teria condições mínimas de sustentar esses servilis, oois a empresa privada cobra bem.

Anônimo disse...

Ai invés de econimuzar em cima do sustento de famílias, quem sabe aprimorar e atrais ibvestimentos?

Anônimo disse...

Não sou de Porto Alegre, mas botar até as enchentes na conta do prefeito, revela bem o viés do comentário.

Luiz Vargas disse...

Isto era óbvio.
Júnior, o coroné interventor acabou com o PSDB do RS e exterminou com as zonais deste partido em Porto Alegre, com a autorização e conivência de seu padrinho Aécio Neves. Pelo que se sabe é um coroné interventor "ad eternum".
Os alegreportenses terão que aguentar mais três anos e meio as travessuras de júnior, o coroné interventor, cuja ambição política supera em muito algum resquício de competência.

Anônimo disse...

Quando se trabalha na iniciativa privada , se a empresa não vai bem e deixa de ter lucro..Demite.
No publico não se pode fazer isto...Não estão contentes..peçam Exoneração..resumidamente...entreguem carta de demissão.

Anônimo disse...

Nem 30 por cento da cczada saiu. Pk nao começa a fazer o dever de casa. Pk tantos ccs Marchezan!?