Carpinejar, RBS, critica falta de compreensão com a bebedeira de Fábio Assunção

CLIQUE AQUI para ver o vídeo.

Pelo Facebook, o escritor e jornalista de Zero Hora, Fabrício Carpinejar, criticou a reação à prisão do ator Fábio Assunção em Arcoverde Pernambuco, que não foi linchado por muito pouco depois que abalroou um carro da polícia e agrediu os PMs, bêbado e desorientado.

O que disse o jornalista gaúcho, sem entender o que aconteceu ou entendendo muito bem:

- Pasmo não por aquilo que ele fez, fora de si, mas pelo deboche de todos à volta, sóbrio e serenos. Em vez de ajudar, ridicularizavam o profissional em uma fase difícil da vida e apenas aumentavam a sua agressividade. Quem aqui já não bebeu além da conta e falou bobagem ? Atiçar um bêbado é armar um circo de horrores, é se divertir com o sofrimento alheio, é renunciar à educação pelo bullying anônimo e selvagem de massa.

E concedeu:

- A fama é ingrata, mas triste mesmo é que não procuramos salvar mais a nossa cordialidade.