Vendas dos supermercados tiveram crescimento real em julho

Segundo a Abras, as vendas reais dos supermercados apresentaram nova alta em julho, apontando para algum crescimento da atividade varejista no período

As vendas reais dos supermercados subiram 0,6% na passagem de junho para julho, de acordo com os dados dessazonalizados pelo Depec-Bradesco e divulgados ontem pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras), sucedendo elevação de 0,7% no mês anterior. Na comparação interanual, houve crescimento de 4,2%. E, em termos nominais, as vendas dos supermercados subiram 13,3%, na mesma métrica. Esse resultado, juntamente com indicadores coincidentes divulgados anteriormente, sugere avanço da atividade varejista restrita (que exclui os segmentos de veículos e materiais de construção) no período. Mesmo assim, a retomada do consumo das famílias acontecerá gradualmente nos próximos meses, tendo em vista o ajuste ainda em curso no mercado de trabalho.

2 comentários:

Anônimo disse...

NÃO SEI DE ONDE SAIU ESSA INFORMAÇÕES, MAS CONDIZ COM O QUE VEMOS AO FAZER COMPRAS, OS MERCADOS ESTÃO CADA COM MENOS PESSOAS E INCLUSIVE ALGUNS ESTÃO RETIRANDO GONDOLAS DOS CORREDORES...AO PERGUNTAR PARA UM FUNCIONÁRIO O PORQUE ESTAVA FALTANDO PRODUTOS O MESMO RESPONDEU QUE O MERCADO NÃO ESTAVA MAIS COMPRANDO AQUELA MARCA.

Anônimo disse...

Políbio,

Este indicador sinaliza o consumo "precário" das famílias, pois gastam mais no supermercado em detrimento do Shopping Center.

Só o aumento de consumo em Shoppings revela uma melhora da economia(Comércio).

JulioK