Justiça Federal fulmina Operação Cartola da Polícia de Tarso Genro. Ex-prefeito Carlos Brum, Alvorada, é inocentado de todas as acusações.

A Justiça Federal absolveu o ex-prefeito de Alvorada, João Carlos Brum, PTB, de todas as acusações feitas no âmbito da chamada Operação Cartola, desfechada quase ao final do governo Tarso Genro.

Na ocasião, a Polícia chegou a invadir várias prefeituras, sirenes ligadas e espalhafato feito.

Em mensagem que mandou para seu grupo de WhatsApp, que inclui o editor, o ex-prefeito Carlos Brum escreveu:

- Eu sempre disse que as acusações eram falsas e tinham o objetivo de golpear adversários do PT, ajudando-o a eleger meu sucessor, o que aconteceu. Pois o golpe foi descoberto e a farsa  acabou desfeita pela Justiça Federal. Fica a pergunta:
- Quem vai me indenizar dos pejuízos políticos, econômicos e financeiros que sofri, sem contar as humilhações pelas quais passei ?

A Justiça Federal acolheu parecer do MPF, que chegou a apontar excessos e viés político em investigação da Polícia Civil, deflagrada em julho de 2011 e que resultou na Operação Cartola. O procurador da República Celso Tres não só pediu o arquivamento da denúncia na Justiça Federal como colocou em xeque toda a apuração, inclusive a denúncia feita anteriormente por colegas seus. Em seu parecer, pede desculpas aos 18 réus — suspeitos de desvio de recursos da União destinados à Educação — "pela dolorosa persecução" que sofreram pelo poder público.


A perseguição aos réus, segundo o procurador, teria sido movida pelo então governo de Tarso Genro no intuito de desestabilizar adversários políticos. A Operação Cartola começou a partir de uma investigação contra a prefeitura de Alvorada (à época administrada por João Carlos Brum, do PTB) e se estendeu a mais sete municípios.

3 comentários:

Anônimo disse...

e la se foi a HONRA...
Imagina o trabalho para mostrar aos eleitores?
Mas para tarso, nao custa nada.

Luiz Vargas disse...

O peremPTório embu$teiro prevaricador, um dos maiores canalhas da história do RS, utilizou o mesmo modus operandi que utilizava quando "sinistro da injustiça".
Este PeTralha, covarde calhorda, quebrou o RS e fugiu se homiziando em outro estado da federação. Mas em 2018, ele voltará e tenho certeza de que passará a perna no cumpanhero PeTralha carioco-canoense tirando-lhe a preferência na vaga ao senado,

Anônimo disse...

Que diga a Ex Governadora Ieda Crusius que também foi vítima deste PeTralha irresponsável que
é especialista em produzir dossiês que depois são desmascarados pela justiça.