Revista Piauí explica por que razão Temer e Eduardo Cunha beijam-se na boca

A capa da edição 112 da revista Piauí traz uma ilustração satírica com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e o vice-presidente, Michel Temer. 

A ilustração faz referência a uma foto histórica de 1979 em que o líder soviético Leonid Brejnev e o ministro das relações exteriores dos EUA, Henry Kissinger, trocam beijos nas faces, como manda a tradição russa, mas parecem se beijar na boca.

No desenho aí ao lado, os líderes do PMDB e figuras de peso no processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff aparecem se beijando na boca. 

Na charge, Eduardo Cunha aproveita o abraço de Temer para colocar nas costas dele um adesivo com os dizeres "Fora Dilma". 

O título de maior peso na capa é "Gente Barata", sobre um perfil de Nathaniel Leff, economista americano que interpretou as desigualdades no Brasil.

10 comentários:

MOISÉS SOARES ALVES disse...

Essa revista não deveria ser processada pela foto depreciativa? Que baixaria! Será por que o deputado é evangélico?

Anônimo disse...

Damn it, Sr. Editor! Por que não é possível postar suas publicações no Facebook levando as fotos? As postagens carregam a publicidade do GBOEX. Quem quer isso?

Anônimo disse...

Senhos, perdoai, pois a ingnorancia tomou conta de todos.

Anônimo disse...

E tu deveria ser processado pela tua foto de perfil, o que é ali? Uma bixa? um mussulmano? Ou um mussulmano bixa?

Anônimo disse...

A informação do autor do texto está errada! Os russos se beijam na boca e não na bochecha. É tradição!!!

Anônimo disse...

Capa nota 10! Excelente pela ironia, realismo, simbolismo e traço artístico!
Aos anônimos das 13:01 e das 16:20 parem de falso moralismo. O que se vê em Brasília é muitíssimo pior!

Anônimo disse...

Seria porque o Cunha tá fazendo o jogo sujo do PMDB para o Temer assumir a Presidência?

Anônimo disse...

Quando o beijo entre homens ou mulheres e' sincero ate pode ser acatado. No caso a Revista apenas pretendeu mostrar a sua pobreza de carater.

MOISÉS SOARES ALVES disse...

Sou uma pessoa digna que me identifico de acordo com a constituição. E,além da Carta Maior, ainda tem o Código Penal Brasileiro. Sugiro que você cuide ao expor suas palavras, ainda que "anonimamente", pois seu computador ou qualquer outro dispositivo não é anônimo.

Anônimo disse...

Do jeito que a pilantragem peemedebista vai continuar imperando depois do impeachment, esse beijo vai ser de língua, com direito a uma suruba com a catrefa do PP, DEM, PSDB, PTB...arghhh!!!