Presos são obrigados a cozinhar sua própria comida, nas suas celas, na Penitenciária Estadual do Jacuí

Em janeiro do ano passado, a Justiça queria fechar a PEJ. A foto é da época. Os governos que se sucedem, convivem com este cenário humilhante e desumano. 



Está fora de funcionamento a cozinha industrial da Penitenciária Estadual do Jacuí, subordinada ao governo Tarso Genro.

. As caldeiras explodiram há 15 dias.

. A PEJ não consegue consertar a cozinha e nem comprar cozinha nova.
. O resultado é que verduras, cereais e carnes são entregues nas celas in natura, obrigando os presos a se virarem como puderem.

. A desordem administrativa fortalece os chamados prefeitos das galerias, que agora completaram seu domínio sobre a PEJ.

5 comentários:

Anônimo disse...

E TEM GENTE QUE AINDA APRONTA PARA IR PARAR NESTE LUGAR, COMO FICOU A SITUAÇÃO DO SENADOR EM QUE FOI ACHADO 400 QUILO DE COCAÍNA NO SEU HELICÓPTERO.

EDUARDO MENEZES

Anônimo disse...

O leitor anônimo ai de cima está preocupado com os pilotos de helicóptero de outros Estados do Brasil..! Eu quero mais é saber de como se chegou a tanta degradação e desprezo pelo ser humano num governo "de esquerda" preocupado com minorias e desassistidos aqui no RS!

Garivaldino Ferraz - Brasília disse...

Manda a Maria do Ossário fazer um comício por lá!!!

Garivaldino Ferraz - Brasília disse...

Manda a Maria do Ossário fazer um comício por lá!!!

Anônimo disse...

Seria um grande sucesso o Comício da Maria do Rosário na PEJ!!
Sugiro levar a Sofia Cavedon, o Aldacir Oliboni, o Raul Pont e a Luciana Genro todos juntos para se irmanarem com os oprimidos da PEJ por um dois dias compartilhando das delícias proletárias da cadeia e traçarem em conjunto estratégias transversais e peremptórias!