Trensurb encaminha-se para novo prejuízo milionário em 2014

Estatal federal perdulária sob controle do PT, a empresaTrensurb, administradora do trem metropolitano da Grande Porto Alsegre, apurou receita de R$ 66 milhões no acumulado deste ano, mas registrou despesas de R$ 133 milhões.

. No ano passado, foram R$ 92 milhões contra R$ 188 milhões.

. O prejuízo é bancado pelos contribuintes. 

7 comentários:

Cap Caverna disse...

Ovelha não é pra mato. Administrador de Empresa, não é feito a martelo. Empresa pública, todas, sem exeção, são mal administradas porque quem manda são os baba ôvo do partido que está no poder. E no caso desse partidinho populista e analfabeto, imaginem o nivel dos administradores!Privatizem O metrô e as diferenças para mais aparecem em seguida.

Anônimo disse...

Votem bem, gauchada estúpida.

Mordaz disse...

É, para quem quer transporte de graça, só pagando via impostos.

Anônimo disse...

Existe alguma estatal que dê lucro, deixando os bancos de fora?
As estatais são usadas pelos petralhas e toda esquerda somente para sustentar o seu partido e sua militância, além da natural improdutividade nestas empresas. Eles são como carrapatos que vão sugando toda a vida do corpo hospedeiro não se importando se isso acabará com a sua vida.

Anônimo disse...

A sangrenta ditadura militar brasileira, foi quem construiu o trensurb de POA, os metrôs de Rio e SPaulo. Essa quadrilha do mensalão só cria contas a pagar e metrô em Caraca, hidrelétrica na Nicarágua, estrada na Bolívia, porto em Cuba. O BNDES virou agora o Banco Mundial e o Brasil sem infraestrutura.

-BEM FEITO, CONTINUEM VOTANDO NA QUADRILHA DO MENSALÃO.

Anônimo disse...

Muita calma nessa hora editor, a passagem do Trensurb é subsidiada, desde de sua criação, ou seja, o governo federal tem de bancar parte da passagem para o Trabalhador, por isso que o governo não tem de dar lucro.

Anônimo disse...

Talvez até haja problemas na Trensurb, mas quero ver os que são favoráveis à privatização, manter uma tarifa de R$ 1,70. É fácil administrar uma empresa pública privatizada aumentando escandalosamente os preços. Vejam a telefonia. A privatização era necessária, porém sem grandes exigências, as operadoras deitam e rolam com preços exorbitantes e serviços que deixam muito a desejar. Por um minuto de celular viaja-se de Porto Alegre a Novo Hamburgo no Trensurb. É lógico que haverá prejuízo, pois a tarifa não paga os custos. É só ir lá analisar os balanços. Se pensarmos em termos de Brasil realmente é um erro todos os contribuintes arcarem com a diferença. No entanto, para o povo gaúcho, é um bom negócio, pois os contribuintes de todo país pagam a diferença. Além do mais, o índice de satisfação com a Trensurb é altíssima, tendo problemas maiores somente em horários de pico.
Fernando S. Junior