Jornalista diz que Zambiasi e Busatto sabiam da Operação Kilowatt. Denúncia permitiu a transferência de obras para o PT.

O jornalista Vitor Vieira denuncia no seu blog VideVersus de hoje que os dois principais líderes do PTB do RS, Sérgio Zambiasi e Luiz Carlos Busatto, sabiam que a Operação Kilowatt seria desfechada contra a secretaria de Obras, ocupada pelo próprio Busatto, mas nada fizeram e admitiram a humilhação, permanecendo no governo.

. O golpe, segundo Vitor Vieira, baseado em fontes fidedignas, permitiu ao PT se "adonar" de um programa de 2 bilhões de reais em obras de reformas de escolas, e mais 200 milhões de reais em projetos e pagamentos de serviços de fiscalização dessas obras

5 comentários:

Anônimo disse...

Políbio,

Em ano eleitoral, a Secretaria de Obras é essencial!!!(rimaria, também, com bacanal)

JulioK

Anônimo disse...

por dinheiro eles venderiam até a mãe e entregariam...

Luiz Vargas disse...

O modus operandi da "operação" é o usualmente utilizado pelos PeTralha$ quando querem botar a mão em recursos não contabilizados ou desmoralizar adversários.
O que surpreende é a passividade dos dois petebistas.
Isto pode ser um sinal de que o ardiloso e caviloso peremPTório embu$teiro prevaricador tem alguns rabos bem presos entre suas mãos.

Anônimo disse...

Este PTB e suas lideranças bosquímanos devem ser extintos junto com o PT, simplesmente aplicando a lei eleitoral sobre esta quadrilha. O crarater de certos políticos não pode ser medido encima de demagógicas cadeiras de roda.

Anônimo disse...

Não entendi o editor defendendo corrupção em outros Partidos? Se o Secretário foi comunicado da operação policial e cumprimento de mandados de busca e apreensão JUDICIAL, cumpra-se a ordem judicial.