DBC atende o mercado nacional de fabricação de softwares, BI, outsourcing e gerenciamento de aplicações

Edgar Serrano, diretor da DBC, Porto Alegre

Quais as principais áreas de atuação da DBC?
Fabricação de software, outsourcing e gerenciamento de aplicações, BI (Business Inteligence) divididos sobre o faturamento em 30%, 40% e 30%. Temos 100 pessoas trabalhando conosco e operamos com bases físicas em Porto Alegre, onde ficam 80% dos negócios;  São Paulo e Rio.

Quando você fala em fábrica de softwares, no que está falando?
Muitas empresas precisam de softwares próprios para soluções próprias. Nestes casos nós entramos.

E gerenciamento de aplicações, como se explica?
É quando a empresa adquire soluções nossas ou de terceiros, como um ERP da Oracle, por exemplo, e deseja que façamos o gerenciamento de tudo, visando prevenir ou corrigir problemas. Nós podemos fazer isto para qualquer solução que o cliente tenha adquirido.

Qualquer empresa pode contratar os produtos e serviços da DBC?
Sim, claro, mas é evidente que encomendas como as que narrei e que disponibilizamos, normalmente são demandadas por empresas maiores, que faturam mais de R$ 50 milhões por ano.

É fácil conseguir mão-de-obra, inclusive para outsourcing?
Ela anda escassa, mas isto é um problema mundial. Muita gente ainda prefere morar e trabalhar numa cidade como Porto Alegre, que tem melhor qualidade de vida do que a que existe em outras metrópoles.

A que taxas cresce o mercado brasileiro de TI?
A grosso modo, eu aposto em 10% ao ano.

E-mail: edgar.serrano@dbccompany.com.br
Site: www.dbccompany.com.br

Nenhum comentário: