Celso Mello aponta o dedo acusador para os mensaleiros, para Lula e para o PT

O libelo acusatório do ministro Celso Mello é peça jurídica antológica e que já se inscreve na história brasileira pela densidade dos conceitos nele emitidos. Trata-se de uma peça que demonstra para a sociedade que tem uma só mão o respeito aos costumes morais e éticos – à lei, em último caso.

. O ministro iluminou o caminho de todos os brasileiros decentes que querem que também Lula e o seu Partido, o PT, paguem pelos crimes do Mensalão.

. Eis o que disse Celso Mello num dos momentos mais emocionantes da sua sentença condenatória:
- Nós sabemos que o cidadão tem o direito de exigir que o Estado seja dirigido por administradores íntegros e por juízes incorruptíveis. O fato é que quem tem o poder e a força do estado em suas mãos não tem o direto de exercer em seu próprio proveito.

CLIQUE AQUI para ler os trechos mais poderosos do pronunciamento histórico.


CLIQUE na charge de Chico Caruso para o jornal O Globo. Ela diz bem o conceito do revisor, Ricardo Lewandowski.

5 comentários:

Anônimo disse...

Ouvi o todo o pronunciameto do Min.Celso Mello e realmente foi emocionante e comovente. Uma aula de democracia, e uma visão de um Decano do STF de como deveria ser uma verdadeira república, coisa que o Lula nunca respeitou.
Certamente é um daqueles discursos, a exemplo da carta que pediu o impeachment do Collor, grandes momentos da vida brasileira.

Anônimo disse...

Essa roubalheira do PT(partido da trapaça) eu já havia previsto. Conto a história...:" lá pelo ano de 1994/95, eu fazia parte de um grupo de estudos espíritas, tendo como orientador um professor da universidade(prof.Otacílio), um determinado dia foi convidado um político do PT(este ano é candidato a prefeito) para falar sobre A Doutrina Espírita e a Era Vargas. O petralha é advogado e não espírita, ESTRANHEI O PALESTRANTE...logo no início já começou atacando o gov.FHC. Resumindo..: eu disse ao petralha..: se um dia o PT CHEGAR AO PODER SERÁ TÃO OU MAIS CORRUPTO, LADRÃO DO DINHEIRO DO DINHEIRO PÚBLICO DO QUE OS OUTROS PARTIDOS. Acertei em cheio.

Anônimo disse...

Eu acredito que o nobre editor deve ter cortado os coments dos eruditos Mário Rangel, Daniel e Mariano da república de Santa Maria. Porque eu não tenho visto suas brilhantes defesas do Partido das Trevas, nem tão pouco de sua horda de demônios.

Moedaz disse...

Esta é a grande verdade. Foi uma ação partidária e não de meia dúzia. Foi o que demonstrou Paulo Betti e Wagner Tiso ao saírem da reunião defendendo a necessidade de meter a mão na m... e se lixar para a ética. Nós do RGS já sabíamos, quando veio abaixo o Clube dos Seguros da Cidadania, que lavava dinheiro da contravenção antes do PT chegar ao governo federal. Olívio atraiu para cá Carlos Cachoeira e a Delta, nesta época. Acaso????

Anônimo disse...

A "insuspeita" Revista EXAME da GLOBO em 2003 desmonta voto de alguns ministros do STF, insuflados pela própria Globo.

Se os ilustres magistrados lessem os arquivos desta mesma imprensa, antes de 2005, veriam que era e é absolutamente irreal atribuir a compra de votos, a votação parlamentar nas reformas da previdência e tributária.

Basta buscar nos arquivos a Revista Exame datade de 28 de janeiro de 2003, segundo a qual apenas o PRONA era contra as reformas que foram feitas e que o PFL (DEM) e PSDB votaram a favor.