Polícia Rodoviária Federal entra em greve em todo o Sul, inclusive RS

- A greve da PRF soma-se à greve e movimentos de corpo mole na Polícia Federal e Receita Federal, o que coloca em risco todas as fronteiras do País e as estradas federais. O governo aparenta reagir ao movimento sedicioso, mas fica apenas no discurso, vendo erodir sua autoridade.

Os servidores da Polícia Rodoviária Federal dos três Estados da Região Sul aprovaram a adesão à greve nacional da categoria. A paralisação começou na última quinta-feira no Rio Grande do Sul e na segunda-feira em Santa Catarina. No Paraná, a adesão à greve está marcada para quinta-feira. A greve nacional por tempo indeterminado é a primeira em toda a história da Polícia Rodoviária Federal, criada em 1928. Até o final desta semana, segundo a Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF), 21 dos 24 sindicatos devem aderir ao movimento.

6 comentários:

Anônimo disse...

Não farão falta, pois as estradas não têm fiscalização estejam ou não em greve os policiais rodoviários.

Anônimo disse...

Ganham pouco? Peçam demissão e vão para a iniciativa privada!!!

Anônimo disse...

QUE BOM, TOMARA FIQUEM SEMPRE EM GREVE. ´PODE SER QUE ASSIM NÃO FIQUEM ESCONDIDOS NAS RODOVIAS MULTANDO OS MOTORISTAS.

ACHO QUE O GOVERNO DEVERIA PENSAR NA EXTINÇÃO DA PRF.

Anônimo disse...

VIVA! CF/1988!!!!

As castas reclamam, e o Bispo manda a plebe pagar!



Anônimo disse...

Transfiram todos para a Polícia Ferroviáriia Federal. Lá ninguém anda
Acima de 80 !!

Anônimo disse...

Os Funcionários Públicos Federais deitam e rolam. Além de´ganherem um salário bem acima da "inciatica privada", tem estabilidade no emprego e ainda querem reajuste.

Aproveitam que o PT é governo. Eles não percam por esperar porque se o PSDB voltar a ser governo Federal, vai ter punições e rua para quem não quer trabalhar.