Advogados querem que Senado impeça participação do ministro Dias Toffoli no julgamento do Mensalão. Ele está sob suspeição por ter advogado para o PT.

* Clipping do jornal O Estado de S. Paulo

Brasília - José Antonio Dias Toffoli, ministro do Supremo Tribunal Federal, é alvo de denúncia por crime de responsabilidade, que será apresentada nesta quarta-feira ao Senado. Evocando a Constituição e o regimento interno da Casa, os advogados Guilherme Abdalla e Ricardo Salles, filiado ao PSDB, e do Movimento Endireita Brasil, questionam a atuação do ministro no julgamento do mensalão.

. Na representação, é descrita a ação de Toffoli como advogado do PT e do ex-ministro José Dirceu, réu no caso: "Compete privativamente ao Senado processar e julgar ministros do STF por crimes de responsabilidade, notadamente quando o denunciado ‘proferir julgamento quando, por lei, seja suspeito na causa’".

- Em julho, o advogado Paulo Araújo pediu ao Supremo a suspeição de Toffoli, mas a Corte não considerou a petição. 

8 comentários:

Anônimo disse...

Isto irá depender da Dilma! Considerando que o senado é representado por 58% de nortistas e nordestinos.

LUla irá negociar com SARNEY, logo, mais verbas públicas irá para o Maranhão!!

Cláudio M.Bortowski disse...

O caso não vai dar em nada
num Senado Federal que abriga
uma enorme bancada comprometida até o pescoço com o
governo (em especial a
do PMDB de Sarney "et caterva")
e de uma malta desqualificada de "suplentes sem voto
e sem vergonha" para com a república e a cidadania
consciente e esclarecida
De todo modo,é uma vergonha
que Dias Toffoli não se tenha
dado por impedido.
Não teve,até aqui,o advogado petista Toffoli,adepto do
palavreado de baixo calão
e da "vindita" em suas relações
privadas,outrora marcadamente partidárias,o menor rubor
facial ou pudor funcional...
Lá permanecerá e
irá votar do alto de seu "ministério". Uma pena.
A "vítima" como um réu "inocente
e descerebrado",José Dirceu,
um ladravaz da verdade
e um mestre do engôdo e da mistificação,será inocentado.
Por não saber de nada e de nada participar(vide
a alegada ausência de
provas materiais).
As "digitais"
do homem tb sofreram,parece, cirurgia plástica ao voltar
do exílio,transitar,casar
e viver "ingógnito"...
Aí,Tofffoli terá quitada
a dívida de sua indicação
ao STF.
É o Brasil corrupto e aliciador,
aliado ao oligárquico de sempre...
Nada mais!

Anônimo disse...

Esse ministro é cara de pau, se fosse honesto já teria se declarado impedido.

JORGE LOEFFLER .'. disse...

Não discordo, mas pergunto o que dizer do Gilmar Dantas, digo, Gilmar Mendes? Considerando que esse “julgamento” está longe de ser técnico e sim político. E isto fica claro quando se sabe que as provas constantes dos autos são testemunhais, logo indiscutivelmente provas prostituídas.
Difícil, não?

Mordaz disse...

JORGE LOEFFLER ainda insiste que o mensalão não existiu apesar de todas provas materiais que saíram da boca do caixa. Contratos forjados, reuniões agendadas, personagens nomeadas. Não há dúvidas de que Toffoli deveria ser expulso por falta de decoro.

Anônimo disse...

O Senado é competente para cassar o mandato de um Ministro do STF, mas para isso ele, Ministro, deveria ter cometido um crime ou uma irregularidade administrativa, ambos devidamente julgadas, dado ao Ministro a ampla defesa.

Qual o crime comentido por Dias Tófoli!!!

Os advogados deveriam ter pedido a "suspeição" antes de começar o julgamento, como questão de ordem.

Na oportunidade que tiverem se calaram. Agora ele vai votar.

Se querem tumultuar o Processo, tudo bem. Para os réus é melhor, quando mais demorar o julgamento melhor para a defesa, pois em 3 de Setembro o Ministro Peluso se aposenta e se demorar mais um pouco, o Ministro Aires Brito, que também vai se aposentar, não votaram (pela condenação) dos réus.

Anônimo disse...

As provas mais valiosas que estão nos autos são os laudos periciais feitos pelo Instituto Nacional de Criminalistica, elaborado por peritos oficiais e cujos laudos não foram nunca contestados.
Aí estão materializadas as fraudes; as falsificações, o exame dos documentos informais elaborados para confirmar o pagamento a terceiros; o exame das notas falsificadas apresentadas para justificar as cobranças feitas ao Banco do Brasil e que aliado aos contratos de fachada feitos para justificar os ditos emprestimos bancários.
As provas testemunhais são complementares e só servem para corroborar os laudos apresentados.
Isto sem falar nas auditorias feitas pelo Banco Central, Controladoria Geral da República e do Tribunal de Contas, bem como autuações da Receita Federal.
Examinadas elas são provas irrefutáveis, tanto que os mensaleiros, por seus advogados, nunca as contestaram e apenas inventaram estórias para desviar a atenção do público e dar munição aos que estão amestrados no apoio ao PT.

Cláudio M. Bortowski disse...

Reforço e esclareço o comentário anterior: "não vai dar em nada..."
Me referi à impunidade do "Rei" do mensalão e seus ministros, em especial ao
1º Ministro,o todo poderoso ideólogo do atraso e da
corrupção petista,Zé Dirceu.
As eventuais condenações,se vierem, ficarão para os membros
do baixo clero petista e para "gestores operacionais" -
do esquema,dentro e fora do governo- para quem enfim,
colocou as "digitais" ou as nádegas de fora, porque era subalterno ou sem padrinho forte,neste projeto criminoso
de poder e enriquecimento
ilícito que manchou, masi
uma vez em nossa história republicana, a dignidade da
nação brasileira para sempre.
José Dirceu, um
"prestidigitador" da traição
e do engodo,líder e um dos principais mentores de toda esta sujeira,vai acabar se livrando
de uma cadeia merecida e Lula,
o presidente sindicalista que "chorou" bem; este sequer indiciado foi...
A "nobreza" das
ex-vestais partidárias em sua cúpula permanecerá impune e intocada...Às nossas vistas
e debaixo do bigode protetor
de Zé Sarney,um homem de mil influências...