Em Porto Alegre, Unimed impõe aumentos de até 17% nos seus Planos de Saúde

É apenas meia verdade o anúncio de que a ANS autorizou aumento de  7,93% nos valores pagos aos Planos de Saúde.

. O reajuste não vale para  contratos coletivos e para clientes que mudam de faixa de idade.

. Nestes casos, os aumentos serão livres e draconianos.

. Em Porto Alegre, o editor possui cópias de avisos passados pela Unimed, contemplando revisão de 17%.

. A Unimed justificou aos contratantes da seguinte forma o estúpido aumento:
- Idades muito altas para a morte dos clientes (74,5 anos no RS e 68 anos no Brasil)
- Alta taxa de doentes crônicos, que nos casos chega a 20%, responsáveis pelo dispêndio de 60% dos recursos do plano (a média nacional é de 4%).


. Nada disto era desconhecido por parte da Unimed.

. A inflação oficial do período, medida pelo IPCA do Ibge, foi de 5,12%.

Um comentário:

Anônimo disse...

Bem feito para os gauchos otários que morrem de amores pela Unimed. Eles concentram grande parte do mercado e fazem o que querem. Tratam muito mal seus clientes e tambem os prestadores de servicos. Em SP cidade (ao contrario da provincia aqui) essa conversa de cooperativa nao cola. Pergunte para os diretores de grandes empresas como a Braskem que plano eles tem? Nao é unimed......eles tem plano que paga reembolso de despesas que ocorrem a partir de livre escolha.