Eis a prova de que o MPF entregou o video de Feijó com exclusividade para a RBSTV

O Ministério Público Federal do RS e a RBS estão num mato sem cachorro, porque ficará difícil a ambos negar que o primeiro entregou para o segundo o video completo com a delação não premiada do vice-governador Paulo Feijó. A entrega e transmissão do video em cadeia estadual de TV, sexta-feira a noite, foi interpretada pelo governo como um dos elos da cadeia golpista que esteve em andamento e obrigou Yeda a desistir da sua viagem aos Estados Unidos. A criação de novo clamor público seria o passo inicial de uma ação judicial subsequente, movida pelo Fórum dos Servidores Públicos, Rejane Oliveira, ativista do PT e presidente do Cpers (ZH confirmou isto na capa da sua edição de sábado), visando a obtenção de liminar capaz de garantir a posse de Feijó, ação que se seguiria a uma declaração de vacância de cargo por parte do presidente da Assembléia, Ivar Pavan, também do PT.

. Nesta terça-feira, o advogado de Yeda, Fábio Medina Osório, protocolará nova reclamação ao Conselho Nacional do Ministério Público contra as seguidas interferências políticas do MPF na política do RS. A liberação do video ocorreu sem autorização da juiza Simone Fortes, encarregada do caso, e com exclusividade para a RBS.

. A ficha técnica a seguir (no próximo parágrafo) foi capturada pelo editor na sexta-feira à noite, no site interno da própria RBSTV. Nesta segunda-feira, quando os protagonistas resolveram mudar a versão (ZH, hoje, diz que o repórter Daniel Scola conseguiu a fita de fonte não identificada, história bem diferente do que contou antes e totalmente mentgirosa diante do que consta da ficha técnica que você verá a seguir) diante da denúncia do editor, o texto do site da RBSTV mudou e a fonte passou a ser "não identificada"(http://mediacenter.clicrbs.com.br/templates/ResultadoBusca.aspx?uf=1&channel=44&tipo=tag&texto=governo). A RBS sempre poderá alegar erro de digitação, mas teria que repetir a alegação também para a notícia e a página que o editor copiou em zerohora.com na mesma noite. Um grupo da responsabilidade nacional e internacional da RBS não pode se dar ao luxo de simplesmente passar uma borracha virtual num caso gravíssimo como este, sem explicar o que aconteceu. Eliminar imagens é próprio de regimes stalinistas, portando ditatoriais, mas são intoleráveis em regimes democráticos.

PROVA DE QUE O MPF ENTREGOU O VIDEO PARA A RBS:

Duração: 54:03
Autor: RBS TV RS
Publicado em: 10/10/09
Categoria:
RBS Notícias
Exibições: 664
Comentários: 0
Favorito de: 0 pessoas
Tags:
Paulo_Feijó, depoimento, MPF, corrupção, caixa, dois, campanha, Yeda_Crusius, política, governo, Em depoimento obtido de forma exclusiva pela RBSTV junto ao MPF, o vice-governador, Paulo Feijó (DEM), deu detalhes de como funcionaria o esquema de caixa dois na campanha eleitoral da governadora Yeda Crusius. Assista à primeira parte da íntegra do depoimento.

CLIQUE AQUI para examinar a própria página da RBSTV, copiada antes da denúncia desta página.

CLIQUE AQUI para examinar outras manipulações vergonhosas praticadas pelo autoritarismo, no caso leninista e stalinista.

4 comentários:

Anônimo disse...

A bomba caiu... no fundo do poço! Arno Edgar Kaplan

Anônimo disse...

POUCA VERGONHA NACIONAL,NAO EXISTE UMA lei DE IMPRENSA PARA PUNIR ESTES CANALHAS.?MPF ENVOLVIDO EM ARMADILHAS? COMO CONFIAR NESTA CORJA? ESTAMOS ENVERGONHADOS. O QUE FAZER COM ESTE GRUPO INESCRUPULOSO, JORNALISMO MARROM..REPUDIO TUDO ISTO COM NOJO, REPUGNANCIA.GRAÇAS A DEUS QUE TEMOS UM JORNALISTA ATENTO A ESTAS FALCATRUAS ONDE UMA QUADRILHA ATUA SEM REPRESALIAS O POVO PRCISA SABER QUEM SAO ESTA GANG DO JORNALISMO.

JVS9999 disse...

Com certeza entregaram, querem mídia, querem aparecer, querem eleger o ministro.

Engraçado ver a "eixo do mal" apresentar um jornal sem nenhuma noticia, como se nada tivesse com o assunto ou com o estado.

É interessante ver a total ausencia de noticias da Governadora, do governo e qualquer fato bom para o estado.

Este é o preço da AUSENCIA de independência, é a PERDA do direito de informar.
Fruto da perda isenção do grupo noticioso gaucho.

MarGGa disse...

Políbio, boa tarde. Passei para lhe agradecer a indicação do Mol-TaGGe em seu artigo "A escandalosa manipulação fotográfica de Stalin".
ABÇos fraternos.
MarGGa