TRT de Santa Catarina afasta juiza que gritou com testemunha

A juíza Kismara Brustolin, após viralizar um vídeo em que ela grita com uma testemunha e com advogados durante videoconferência, foi afastada, ontem, pelo TRT de Santa Catariona. Na gravação, ela exige ser chamada de “Excelência” e dispensa uma testemunha que parece não entender o pedido — e que, consequentemente, não o atendeu — por “falta de educação”. Kismara atua como juíza substituta na Vara de Xanxerê e sua conduta levou a seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Santa Catarina a pedir providências.

23 comentários:

Anônimo disse...

Parece que nem o advogado entendeu. Ela queria que a testemunha repetisse a frase por educação: O que a senhora deseja, Excelência?

Anônimo disse...

O judiciário perdeu todo o respeito. Não importa que ainda haja togados que se pautam por valores e princípios morais, a imagem desta instituição foi detonada pelo ativismo político e por corruptos que, quando pegos, como prêmio, são aposentados compulsoriamente com remuneração integral, sem serem sequer julgados ou condenados por seus pares.

Carlos Alberto disse...

A que ponto chegamos. O poder subiu, definitivamente, à cabeça dessa gentalha. Se acham os deuses do Olimpo. Nessas horas é que os advogados têm que reagir e ir pra cima deles.

Anônimo disse...

ó... formando currículo pras altas cortes, hein?

Anônimo disse...

E AINDA ACUSOU A TESTEMUNHA DE TER FALTADO COM A EDUCAÇÃO, COISA QUE ELA PRÓPRIA FEZ. "ACUSE OS OUTROS DO QUE VOCÊ FAZ..."

Anônimo disse...

E aquela juíza também de SC que constrangeu em audiência uma criança estuprada por onde anda? Ah lembrei abafaram o caso e promoveram a excelência...

Anônimo disse...

A maioria dos membros do Judiciário e MP preservam o bom trato, porém o comportamento da magistrada é mais comum do que se imagina

xandao1533 disse...

Mais uma autoritária da ditadura do judiciário que acha que é semideusa.

Anônimo disse...

POLÍBIO ! EM 60 ANOS DE EXERCÍCIO DA ADVOCACIA DESCONHEÇO ACONTECIMENTO IGUAL A ESTE. Carlos Edison Domingues O.A.B. RS nº 3.626

Ariel disse...

Ora, ora....faz-me lembrar estórias do BOCAGE;....dizem, obrigado a curvar-se diante do rei, ABAIXOU AS CALÇAS, curvou-se, e soprou forte na direção do REI!

Anônimo disse...

fico imaginando como essa mulhé deve tratar seus subordinados.
com certeza e certamente aos coices, dando patadas.

a mais AUTÊNTICA insolência, jamais, em tempo algum, nem mesmo incelença...!
e, É CERTO, a prepotência É A ARMA dos incompetentes!

e, mais,
esses tais 'afastamentos' são todos DE ARAQUE!
vocês acreditam?

Anônimo disse...




ESSE BOLSONARISTAS NÃO PARAM DE DAR SHOW!

Anônimo disse...

Misericórdia, que prepotencia é essa????

Anônimo disse...

Essa estopor já tem currículo para ser ministra do STF: não respeita a lei e nem o povo que lhe paga o salario

Anônimo disse...

Influência do STF

Anônimo disse...

A desavergonhada e mal educada juíza exigindo tratamento de corte imperial. São as elites do funcionalismo publico brasileiro deslumbrados com o poder.

Anônimo disse...

A desavergonhada e mal educada juíza exigindo tratamento de corte imperial. São as elites do funcionalismo publico brasileiro deslumbrados com o poder.

Anônimo disse...

O funcionário (juiz é funcionário!) deve tratar as pessoas com urbanidade. O tratamento exigido pela juíza é excesso de zelo - e má educação da magistrada.

Anônimo disse...

Esses são os resultados dos desmandos do Xandão e seus coleguinhas. Estes são os seus discípulos.

Anônimo disse...

Ela foi contaminada pelo péssimo exemplo que vem de cima.

Carlo Germani disse...

Essa juíza, portadora de graves limitações psico-emocionais e com mega
prepotência não tem qualquer classificação para o cargo.

Anônimo disse...

Já no tribunal superior debocham da OAB, e o que ela faz, nada, só notinha sem relevância jurídica. Juíza de primeira instância é fácil a OAB se impor.

Anônimo disse...

Ela é petralha seu jumento. Olha o face dela.