Cpers insiste com sua greve de papel

O sindicato dos professores estaduais gaúchos, o Cpers, reafirmou neste final de semana que a greve só será suspensa se for garantido o pagamento pelos dias parados.

A greve já acabou e o Cpers não sabe.

A greve do Cpers foi de papel.

Os professores já voltaram às aulas.

Perderam.

6 comentários:

Anônimo disse...

RS rumo ao fim...

Anônimo disse...

Chega de greves! Ninguém aguenta mais greves. Elas estão cada vez mais impopulares. As pessoas querem tocar as suas vidas, trabalhar e seguir em frente!

Anônimo disse...

Mentira, não retornaram não, Polibio porque você é sempre contra os servidores públicos?

José Corrêa disse...

Descontem os dias parados dos dirigentes do tal sindicato!!!

Ultra 8 disse...

O RS, perdeu...

Povo burro e manipulado, é a alegria dos governos ditadores.

Anônimo disse...

No Japão a única categoria reverenciada pelo Imperador é a dos professores. Aqui em Banânia, de forma geral, e no RS, em particular, os professores são vistos e tratados como bandidos e delinquentes (principalmente pelo editor)! Banânia e RS: rumo ao primeiro mundo! KKKKKKKKKKKKKKK